Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Monday, February 28, 2005

Reflexão (continuação)

Depois de um polémico post colocado no dia de reflexão, encontrei-me com a razão e entrei realmente em reflexão! É verdade, sucumbi ao acto de parar escutar e olhar, embora não fosse atravessar nenhuma passadeira! Parei para pensar, reflectir, raciocinar, calcular e ponderar! O principal problema é que a reflexão foi de tal monta que me alheei do mundo, adormeci e acordei hoje sem saber quem ganhou as eleições. Foi o Santana ou o Sócrates (na rua ouvi muito esta expressão: "Vais votar no paneleiro ou no putanheiro"; não percebi)? O PP sempre teve os 10% que o Portas pedia? Sinto-me no vazio! Realmente, depois de tanto reflectir concluo que me interessa muito menos quem ganhou. Será normal? Há quem diga que sim! Há quem diga que é a passagem para um patamar superior de sabedoria! Quero acreditar que sim, mas já agora, quem é que ganhou a porcaria das eleições?

Monday, February 21, 2005

"A Redoma"

"O meu filho está deprimido e não vai às aulas."
Em português: um professor deu-lhe má nota logo no dia em que a equipa dele levou uma coça a jogar futebol. Não se faz. Prendam o prevaricador e o miúdo faz outro exame.

"A minha filha tem más notas a matemática mas é por causa da professora!"
Traduzido: É atrasada mental e não vai às aulas porque está demasiado ocupada a tentar engravidar aos 11 anos. É muito independente.

"O meu filho está muito doente."
Na nossa língua: não tomou os fortificantes e comprimidos para o stress de manhã e está um bocado pálido depois de estar 14 horas a jogar Playstation.

Doenças? Claro!
Aquelas doenças maricas que os putos têm todos hoje em dia e que no meu tempo nem sequer existiam.

Ou será que nem hoje existem? Pois... é capaz.


Putos hiperactivos? Isso no meu tempo era um vivaço ou um reguila ou simplesmente um avariado da touca! Mas não... hoje é hiperactivo e protegido como tal.
Por amor de deus, deixem-se de mariquices. Quando era miúdo, caí de árvores, fugi de cães, cortei-me em arame farpado, esfolei joelhos a jogar à bola, comi doces em barda e quem dera a metade dos putos de hoje em dia ser tão saudáveis e felizes como eu fui.

Hoje em dia, todos os putos são sobredotados e hiperactivos e têm jeito para a pintura e para escrever e para o raio que os parta. Oh joy! Se quisermos muito muito até têm problemas de concentração e depressões e tudo. Ah, e falta de vitaminas.

Um pequeno dicionário para as pessoas da minha geração:
Artista/Criativo - Está-se a cagar para a escola.
Deprimido - Não lhe dão atenção.
Falta de vitaminas - Come fast food.
Hiperactivo - Reguila.
Socialmente inadaptado - Cromo da escola.
Tem personalidade - É um vândalo malcriado.
Problemas de concentração - Estúpido.
Sabe muito de computadores - Playstation e chats na net. Atrofiado.
Sobredotado - Puto normal de classe média/alta, encorajado pelos pais.
Stressado - Cansado.

Ajudam-me a acabar?


Façam um pequeno teste... leiam a coluna da esquerda de seguida e, depois, a da direita. Vêm o gap geracional?


A propósito, já repararam que na Etiópia não há anorexia? É magia.

Que muitas pessoas têm depressões e que nem param para perceber que as têm?
Que seguem a vida, em vez de estar à espera de atenção?
Que aqueles que de facto precisam de ajuda médica serão 5% dos casos?
Talvez seja um exagero, mas não andará assim tão longe.

Deixem-se de mariquices.

"Fetos PhD"

"Boa tarde! Tem chupetas para sobredotados?"
A farmacêutica responde constrangida que não tem, mas que vai pedir ao fornecedor.

É à conta destas mãezinhas que a indústria inova e cria produtos verdadeiramente espectaculares.

Depois segue-se o percurso normal: chamam-se os aldrabões de fato e mala de executivo, que têm o magnífico desafio intelectual de conseguir subornar os médicos para venderem os seus fármacos. Que delícia... um negócio bem feito e, espante-se, com cobertura do estado. Ainda dizem que em Portugal as coisas não funcionam! É dos esquemas mais bem montados deste triste pardieiro.

Whatever... íamos alegremente nos rebentos que estão a acabar o Doutoramento, pelo menos na cabeça dos pais. Os médicos dizem às mãezinhas que sim, é possível que o puto seja um cromo e deve ser tratado como tal. Onde é que eu já vi isto? Se calhar foi num post próximo deste.


Eu devo ter muito mau feitio, mas confesso o meu profundo desprezo por frases começadas por: "Ai, é muito inteligente! Outro dia...". Epá, para quê?
Se for mesmo, é um exibicionismo absolutamente dispensável... que raio é que me interessa? Se não for, estão a fazer figuras tristes.

Desculpem lá esta acidez mas perco completamente o sentido da realidade quando alguém diz que um bebé de 6 meses "sabe" as histórias dos livros, quando a única coisa que faz é grunhir enquanto quase arranca as páginas.

Ou que percebe o que lhe dizemos... não é sentir-se acarinhado ou repreendido: é mesmo perceber!! "Ele percebe tudo o que eu digo!" O meu cão também!

Esta última frase tem ainda mais significado do que se pensa porque eu não tenho cão.


Não vou continuar os exemplos para não ferir susceptibilidades, mas já perceberam a ideia, não é verdade?

Antes que venham acusar-me seja do que for, quero mesmo dizer que gosto muito de bebés. Não gosto é das imagens que as pessoas têm deles e com que nos metralham a sangue frio.


Já agora... não há para aí gente que diz que o aborto é sempre a andar? Então o bocado de carne que lá está dentro não é um génio em potência? Olhem que é!

"A Metáfora"

"Quem anda à chuva, molha-se"?

A Mudança

A votação de ontem foi um momento charneira no país.

Depois de largos meses de seca, com Sócrates chegou (hoje) a chuva...



Hei!, pensando bem, isto até podia dar uma metáfora gira...

Saturday, February 19, 2005

Reflexão

Hoje acordei com uma comichão estranha na medula, vulgo "arrepio na espinha". Não acordei com a alegria dos outros dias e indaguei-me sobre o busílis do meu acabrunhamento. Como já vos disse mais que uma vez, adoro pensar em idiotices. Mas desta vez atingi uma conclusão: era dia de REFLEXÃO! Hoje estaria proibido de reflectir publicamente sobre política. Mas eu não concordo com esta decisão. Será um resquício de ditadura a fluir pelo sistema eleitoral? Então se me der no chinó gritar pela Natacha Mota, deputada pelo Partido Humanista por Coimbra, não posso? E pela Clotilde Pinto Ribeiro Marmelada dos Santos Teixeira do Partido da Nova Democracia no Círculo Eleitoral Fora da Europa? E se for Joaquim Pagarete do POUS por Coimbra, também não posso? O Paulo Rebocho do PCTP/MRPP também não tem direito a ver o seu nome gritado em Aveiro no dia de hoje? Coitado do Josué Gonçalves Pedro do Partido Democrático do Atlântico nem um berro ouve em Vila Real? Óbvio que concordo com o silêncio no que toca ao PNR!
Talvez seja para evitar "boatos" de última hora. Eu percebo! Imaginem comprar os vossos jornais e algumas destas notícias preencherem a primeira página em parangonas:

-Santana vai de avião fazer campanha enquanto leva tampa de Cavaco que prefere votar PS!

-Sócrates escreve soneto a Diogo Infante!

-Louçã diz que Paulo Portas não usa os seus espermatozóides!

-Paulo Portas pontapeia PSD moribundo, tentando o KO técnico!

-Jerónimo de Sousa não tinha nada a dizer no momento mais importante da campanha!

Já percebi! Como se defenderiam os nossos prezados políticos de tamanhas calúnias? Era antidemocrático na certa! Agora sim percebi para que serve o dia de reflexão (já vi que também posso ser político: consigo mentir)!

Friday, February 18, 2005

Amigos

Tornou-se comum, no seio da comunidade bloguística, a citação de posts e linkagem de blogues por razões de proximidade ou distanciamento, afinidade ou clivagem, salubridade ou higiene no local de trabalho (que raio!...), etc...

Isto, é citam-se posts e linkam-se blogues por tudo e por nada. A maior parte das vezes por um simples nada que tem tudo a ver com o graxismo lambe-botista da comunidade.

Perguntam-nos amíudes vezes, ao reconhecerem-me na rua: "Zé Halcon, por que é que vocês não têm uma coluna de links à direita da página, como todo o blogue que se preze?"

Ora, decidimos em reunião secreta não ter amigos na net, não gostar nem desgostar de ninguém na net. OK, assumimos não apreciar por aí além o Luís Delgado (quem diria?).

Isto é: temos alguns conhecidos (vocês sabem quem são!!), com quem de vez em quando temos uns arrufos de Verão e um piscar de olho mais ou menos discreto.

Mas amigos não. Jamais. Nem namorados. Nem outros vícios horrendos, como as apostas em corridas de tartarugas mancas ou a leitura de livros de banda desenhada em braille. Isso implicaria mexer irremediavelmente com princípios genéticos dos Trolls.

Com uma excepção. Sagrada. Lançada na Terra pela mão divina. Reverencial. Única e irrepetível. A Verdade. A Palavra.

Em resumo: A Bola, o jornal de todos os desportos

Thursday, February 17, 2005

Lei de Murphy

Santana vai processar Murphy Brown porque a Lei que inventou (se alguma coisa pode correr mal, correrá; e mais, correrá mal da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível...) está a abater-se sobre ele de uma forma nunca antes vista. Santana pediu ajuda à Nossa Senhora de Fátima e..., já mandou vir 23 mães e pais de santo do Brasil para uma Iemanjázada e vai tudo parar ao Futebol Clube do Porto, já matou 55 galinhas pretas numa só macumba e nada! A célebre repórter, celebrizada pela actriz Candice Bergen, vai ser intimada a comparecer em tribunal no início da semana que vem. José Maria Martins já declarou que vai ser o seu advogado em Portugal.

Inauguração gelada

Santana pretendia inaugurar a neve na Serra da Estrela, mas numa situação que o próprio qualificou de "terrorismo bloquista", suspendeu a visita, uma vez que já não existia neve na Torre. A visita seria Sábado (por um simples acaso, véspera das eleições, uma vez que estaria estipulado na sua agenda, há uns sete meses...), em plena Torre, com os jornalistas a serem impedidos de filmar a estrada para a Covilhã. Pedro Santana Lopes chegaria num helicóptero Apache AH-64, gentilmente cedido pelo Presidente Bush (200.000 €/hora), em especial para esta acção de campanh ... Estado! Mas o já referido "terrorismo bloquista" eliminou a neve no Maciço Central recorrendo a todo o sal produzido pelas salinas de Rio Maior no ano de 2004 (1500 toneladas), confidenciou-nos Luís Delgado, depois de umas investidas no Golden Strike para esquecer as últimas sondagens! Foi este quase-incidente que provocou a carta de Santana aos eleitores, que pensavam poder ficar em casa (a propósito desta carta ver esta desconstrução deliciosa), a coçar a micose ou a ver o Marco Paulo na RTP Memória, ainda cheio de caracóis, sendo desta forma intimados a votar no POUS ou naquela coisa do www. DigaUrgentementeaoManelQueNãoDeveFaltaràsConsultasdoPsiquiatra. com (a cor é propositada)! Para piorar a situação emocional do Primeiro-ministro demitido/demissionário, foram vistas uma motard e uma popstar (que parece que até lhe disse I'm in love with, mas não concretizou) pelos lados de S. Bento, pela calada de certa noite. Só não se sabe se esbarraram uma na outra ou se tinham hora de chegada e saída combinada. Mas que os seguranças não sabiam, garanto que não sabiam! Estas são as verdadeiras razões da gravata cor de tristeza que Santana usou no debate a 4,1 na RTP!

Santa Paciência

Depois de ter visto anteontem na SicNoticias mais um dos inenarráveis comentários políticos de Luis Delgado (personalidade que desta vez não adjectivarei, pois penso ser impossível, neste momento, qualquer traço de originalidade sobre esta matéria), foi com muito gosto que pude observar hoje o seu companheiro de comentários na SICN, António José Teixeira, a almoçar.

Pude comprovar que o senhor é naturalmente calmo, o que o habilita a ser o único humano a poder a aturar, dias a fio, os disparates de Luis Delgados.

Por tudo isto, já merecia um cargo no próximo Governo: Ministro da Santa Paciência e da Tranquilidade

Mais trocas no Ministério da Educação

A Ministra da Educação, Maria do Carmo Seabra, teve como ponto de partida a troca de livros no 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico. Segundo a Ministra, "a maneira como se tratam os livros num país como o nosso é aflitiva..." (segundo profitrolls apurou, alguns jovens até sublinham os livros para estudar, numa clara atitude terceiro-mundista). "Os livros são para ser estimados e reutilizados e isso é uma atitude que temos de incutir nos jovens...", sustentou (e de preferência não saírem da prateleira de casa ao longo do ano lectivo; mas ao menos deixam de servir de calço para o pechiché da sala). De acordo com as contas feitas recentemente pelo PP/CDS, as famílias gastam por ano 150 milhões de euros na aquisição de nove milhões de livros, o que equivale a 4500 toneladas de papel, factor decisivo em qualquer tomada de decisão por parte do PP, sempre preocupado com o abate de árvores na zona de Trás-de-Outeiro. A grande novidade do Ministério do Educação vem nestas vésperas de eleições. Além de livros vai ser possível trocar gratuitamente nas escolas portuguesas no final de cada ano lectivo lápis, borrachas, cadernos, sandes de fiambre e galões, desde que apresentados com o devido cuidado e com aspecto semelhante ao do início do ano!

Tuesday, February 15, 2005

"Altercações cor de alface"

Não querendo meter a foice (nem martelo) em seara alheia, neste caso uma seara verde que dá pena, acho que vale a pena fazê-lo por um bom motivo.

Já agora, com bom motivo, haverá algo que não valha a pena fazer?

Pois, também acho que não, mas se houver, avisem que eu quero mesmo saber. Aliás, aproveito para lançar um apelo aos 3 leitores do blog para que párem de postar (sim, do verbo postar... aquele do "eu posto", "tu postas", "ele posta" e por aí adiante...) comentários porque está-se a tornar complicado dar vazão a tanta coisa e o Sr. do Blogger já nos avisou de que se não param com essa fúria de comentar por tudo e por nada vamos ter que fechar o blog.

Continuando... o que leva uma pessoa mentalmente equilibrada a falar do sporting?

Não faço a mínima ideia e como também não o sou, aqui vão os meus dois cêntimos sobre o assunto:

Qual assunto? Claro, esqueci-me! A altercação entre os senhores Ricardo Pinto e Liedson Muniz!

WC, 13 de Fevereiro de 2005:
O Sr. Pinto aproxima-se da área do Rio Ave e, à queima-roupa, envia o esférico contra o braço do defesa. Ok, até podia ser grande penalidade, não foi assim tão escandaloso... o melhor veio depois!
O guloso do Sr. Muniz pega de pronto na chinça e prepara-se para marcar o castigo máximo, ignorando que agora existe alguém com tomates em campo. De pronto, o Sr. Pinto chega e, acto contínuo, retira-lhe a bola das mãos, explicando ao Sr. Muniz que ele nada pode fazer, sob pena de levar um murro nas trombas (epá, isto diz-se que foi assim, ninguém sabe ao certo o que Ricardo disse a Liedson!).
Liedson ripostou corajosamente durante sete décimos de segundo, lutando com a força dos seus 63 kgs, mas quando deu por ele já o Sr. Pinto lhe dizia: "Pronto, ainda bem que concordas! Vês como assim ficamos todos mais felizes?"

O penalty acabou por ser algo mal marcado e o guarda-redes quase defendeu. Mas entrou.
Muniz não festejou o golo e saiu chateado com o sucedido. Não é para menos! Um jogador farta-se de se atirar ao chão (literalmente) para conseguir fazer esquecer o boémio Mário Jardel e depois é isto que lhe fazem? Xiiii, aquele Ricardo Sá Pinto vai ver como elas mordem! E lá foi contar ao José Peseiro.

Este, um disciplinador nato, um homem que não tolera indisciplinas, meteu ordem na coisa: pediu desculpa a todos e desejou que fossem amigos. Ah homenzarrão!!!
Um clube como deve ser, sem dúvida.

Quanto ao Sr. Muniz, nem sequer tem culpa: quem pesa menos que duas botijas de gás é assim! Consta que usa pesos nas botas para não levantar voo nos dias ventosos, mas isso são as más línguas concerteza... além de ser um fingido, mariconso e fartar-se de marcar golos pela trupe verde, até não deve ser muito má pessoa.

Do Sr. Ricardo, está tudo visto: um tipo com fibra, capaz de andar ao murro (sobretudo com o seleccionador nacional) e que se esfola em campo e festeja os golos como se fossem os últimos que marca. Custa-me o gajo ser lagarto, mas dá-me um certo gozo ver certos jogadorzecos a ser metidos na ordem! É que um tipo vir de uma lesão e de ser considerado morto para a bola por muita gente e vir mostrar quem manda às meninas de alvalade em menos de 2 meses... é obra!

Epá, gostei! E não foi só por ter asco às fitarolas do Liedson, gostei mesmo!

Agora só falta o nosso Pedro aparafusar o joelho e começar a furar redes por aí.
Brevemente, num relvado perto de si...

Cena da Vida Urbana

Fui gamado, roubado, larapiado, furtado, espoliado. Whatever, usando o sinónimo, com maior ou menos adequação jurídica, que vos aprouver.

A história é simples (preparar fôlego...):

Fui abordado na rua por um sujeito que me fez crer que precisava do meu telemóvel para ligar a uns amigos porque tinha acabado de ficar sem gasolina e que, mesmo depois de me ter ameaçado com e sem uma arma branca, me continuou a dar a entender que o problema era mesmo de gasosa.

A arma era ridícula e, não fosse o caso de a ter apontada ao meu ombro, ter-me-ia desmanchado a rir.

No fim, foi um porreiro e, do alto da sua bondade infinita e sem que eu o tivesse pedido, decidiu dar-me o cartão do telemóvel. Fiquei embevecido...

A conclusão da história: em tudo na vida, temos é de ser sinceros, ter classe e pedir com boas maneiras.

Por exemplo, à refeição: passa-me depressa o cesto do pão que preciso dele para escrever uma carta registada para o estrangeiro, senão abro-te a garganta com esta faca de peixe suja que tenho na mão. Podes comer essa fatia de broa... A pequena, que eu deixo... Não é preciso agradeceres...

Estão a ver a ideia?

Friday, February 11, 2005

Bilhetes da TAP em dia de arco-íris

Os bilhetes que a TAP promove a 60 euros, para os mais variados centros europeus, afinal têm um conjunto de condições difíceis de aglomerar. Aqui fica um excerto dos requisitos para que o preço final do bilhete seja os almejados 60 euros:

Se quer viajar a 60 euros para as mais variadas capitais europeias não perca tempo, viaje com a TAP. Esta promoção estará disponível em dias de arco-íris; a humidade relativa deverá situar-se entre os 50 e 60%, a temperatura não poderá exceder os 18º nem ser inferior a 17º! Se mesmo assim, este dia existir, terá de vir munido de porte de arma sem licença, estupefacientes na bagagem, fazer-se acompanhar de uma prostituta ilegal e na lapela do casaco trazer um crachá do Bloco de Esquerda! No caso de não conseguir embarcar, pode sempre dizer que veio jogar paintball ao aeroporto, uma vez que, o reforço policial presente fará os seus exercícios de tiro na zona do check-in dos passageiros com bilhetes a 60 euros! Divirta-se a boa viagem!

Washington invade Pyongyang

A Coreia do Norte anunciou que tem armas nucleares e que, inclusive, vai reforçar o seu arsenal (deixou o mundo atónito...). Foi após este anúncio que o gabinete de crise americano se reuniu de emergência. George Bush quer que uma força implacável invada Pyongyang e tome o país de modo a que a ordem internacional possa ser restabelecida. A equipa escolhida por Bush provocou o espanto de todos os cantos do mundo: Team América. O presidente americano ficou agradavelmente surpreso quando viu um documentário sobre esta força de intervenção americana, que desconhecia até então, e partilhou:

-São verdadeiros soldados americanos, cuja principal virtude é a subtileza e o respeito pelos povos indígenas, tendo já experiência a defrontar Kim Jong Il, e no terreno coreano. Este vértice do Eixo do Mal será então erradicado e poderei condecorar o Capitão Gary. São belos cantores, embora não tenha concordado com a letra da música Pearl Harbor Sucked porque o Ben Afleck é o meu actor preferido. América Fuck Yeah já é mais o meu estilo!

Escândalo na CDU

Jerónimo da Sousa é fruto de uma facadinha no casamento!
Depois de ceifada a vida privada de quase todos os candidatos a Primeiro-ministro, encontramos em Jerónimo de Sousa uma história completamente inesperada. Depois de apuradas investigações na árvore genealógica do camarada Jerónimo, descobri que seu pai era Frei Luís de Sousa (1556-1632), que em 1600 ocupava o posto de capitão - mor da Almada. Frei Luís apesar de casado, tem um tórrido romance com aquela que seria a mãe de Jerónimo: Mosteiro dos Jerónimos! Frei Luís largava a jorna em Almada, ia a Setúbal apanhar o comboio da Fertagus das 16:56, chegando pelas 18:00 a Belém, onde iam lanchar aos Pastéis (celebrizados desde a obsessão de Vasco da Gama por pastéis de nata), depois iam ver uma exposição ao CCB e acabavam por jantar ali mesmo. Umas vezes jantavam na antiga Cápsula, mas não desdenhavam um HappyMeal no McDonalds. A noite terminava sempre num quarto do Hotel da Torre, onde consumavam o seu amor proibido. É desta relação pouco convencional que Jerónimo (da parte da mãe) de Sousa (da parte do pai) nasce! Chegamos então a uma simples conclusão: o camarada Jerónimo tem cerca de 400 anos!

O casamento "semi-real"

Pela segunda vez se fala aqui do casamento "semi-real" que assolará a Inglaterra, ao oitavo dia do mês de Abril do ano de dois mil e cinco. Segundo a casa real, os príncipes ficaram radiantes com a ideia. O nosso enviado espacial a Inglaterra soube que o príncipe Harry (que eu defendo ser filho de um relacionamento entre Diana e Conan O'Brien) está tão entusiasmado que pondera ir ao casamento com a mesma fatiota que usou no Carnaval! Já se sabe que Camilla Parker-Bowles não vai poder ser Rainha... Mas com o casamento será Duquesa da Cornualha, a Princesa Consorte (não defendo que seja uma questão de sorte, aposto mais no sexo...). Tony Blair já mostrou o seu contentamento pelo casamento e desejou que o jovem casal procrie e tenha, pelo menos, tantos filhos quanto ele (aqui é imperativo ver "Real Dilema")!

P.S. Não é um pouco ridículo associar a palavra Príncipe a um homem com 56 anos? Talvez não, talvez seja a minha fraca costela monárquica...

Thursday, February 10, 2005

Pontífice Agenda

O Papa João Paulo II está já recuperado dos problemas respiratórios que obrigaram ao seu internamento em Roma e, dez dias depois de ter dado entrada no Hospital Gemelli, vai ter alta ainda hoje.

Segundo o porta-voz do Papa, Joaquin Navarro-Valls, o Sumo Pontífice está "curado" da crise respiratória e continua a melhorar. Todos os testes e exames a que foi submetido "excluiram outras patologias".

Joaquin Navarro-Valls avisou que ainda é cedo para saber como será a agenda do Papa e que ele terá de decidir, de acordo com as indicações médicas, como vai gerir o seu tempo.

Profitrolls teve acesso à agenda de Sua Santidade, devidamente modificada devido a esta enfermidade:

8h30: [acordar e rezar prai 15 minutos] acordar e rezar prai 15 minutos; não esquecer a cábula
9h00: [descer à sala de refeições no andar de baixo, deslizando sobre o corrimão da escada em caracol.] descer à sala de refeições, saltitando cada degrau.
9h05: [pequeno-almoço constituido por 3 torradas com manteiga e doce, 6 fatias de bacon, 2 ovos estrelados, copo de sumo de laranja e café com leite.] pequeno almoço constituido por 2 torradas com manteiga e doce, 5 fatias de bacon, 2 ovos estrelados, copo de sumo de laranja e café com leite.
9h30: [ao acabar o pequeno almoço, arrotar.] ao acabar o pequeno almoço, arrotar devagarinho
10h00: [sair para passeio de 10km em bicicleta de montanha.] sair para passeio de patins em linha na praça de S. Marcos; não esquecer o capacete, cotoveleiras e joelheiras
11h00: [cumprimentar jovens católicos peregrinos na Praça de S. Marcos; alinhar numa rodada de charros.] cumprimentar jovens católicos peregrinos na Praça de S. Marcos; relembrar que pulmões e memória já não são o que eram.
12h30: [voltar a casa; duche revigorante.] voltar a casa; banho de imersão com patinho amarelo de estimação
13h00: almoço
14h30: [fumar charuto cubano oferecido pelo grande amigo Fidel.] fumar às escondidas charro fanado aos putos católicos peregrinos da Praça de S. Marcos
15h00: [tarde de escalada no monte Vesúvio.] Cancelado, será substituido em data a agendar por tarde de competição de Karts no circuito de Monza
17h00: [lanche constituido por tosta mista gigante e gelado de duas bolas e topping do Haagen-Daaz.] lanche constituido por tosta mista gigante e gelado de uma bola e topping do Haagen-Daaz.
17h30: ler últimos e empolgantes capítulos do "Código Da Vinci"
20h00: [jantar constituido por Costeleta de Vaca especial, mal passada.] por atenção à especial condição física de Sua Santidade, este jantar será substituído por chá, torradas e soro fisiológico
21h00: ver última telenovela brasileira da Sic, de preferência dobrada em polaco e com legendas em latim.
22h00: [fazer 5 km na passadeira rolante do ginásio.] fazer 3,5 km na passadeira rolante do ginásio; não levantar pesos.
22h30: lavar os dentes e deitar

Real Dilema

A estória é simples:

O herdeiro do trono britânico, o princípe Carlos de Inglaterra, anunciou hoje que vai casar com a sua companheira de anos, Camilla Parker Bowles, ao que tudo indica a 6 de Abril.

Camilla Parker Bowles, de 58 anos, será assim a segunda mulher de Carlos, o princípe de Gales, após o casamento com Diana, que morreu um ano após o divórcio do casal, em 1997.

O historiador britânico e constitucionalista David Starkey, ouvido pela Reuters, diz que a grande questão que se levanta com esta união é se ela vai assumir o título de princesa de Gales e se eventuais filhos do casal terão lugar na linha de ascensão ao trono.

A questão que permanece no ar é igualmente simples: que "eventuais filhos do casal"? Parece viável a alguém que um casal cuja soma de idades atinge os 114 ainda se possa reproduzir? Ou será que Camilla, apesar de dizer ter 58 anos, está, na realidade, na frescura dos seus vintes?

Profitrolls aguarda com sentida comoção o desenlace desta estória de amor... e filhos... porque, como canta a D. Simone, "quem faz um filho / fá-lo por gosto".

Se puder, claro...

Wednesday, February 09, 2005

"Carlsberg"

Fomos informados que o último post foi, mesmo sem o querer, o post que recorre mais vezes à palavra "puta" em toda a blogsfera.

Sorrimos e olhámos o horizonte com a satisfação própria do dever cumprido. Assim vale a pena.


P.S. Na realidade, disseram que era "provavelmente, o post que recorre mais vezes à palavra puta em toda a blogsfera", mas como não gostamos de Carlsberg...

"Os enteados da meretriz"

Estádio da Luz, Lisboa.

15 de Dezembro de 2001. Chove, estamos no Benfica - Sporting em que se decide a liderança do campeonato. Depois de um jogo brilhante, a vencer por 2-0, a única equipa de futebol em campo vê uma grande penalidade assinalada contra si pelo Sr. Árbitro. Porquê? Simples... Jardel faz o "salto-da-corça-arraçada-de-bambi" e cai sem qualquer contacto com o central.

Grita-se: "Filho da puta!!! FILHO DA PUTA!!!"
Vocês gritaram? Eu gritei.

Quem era? Jardel? O árbitro? PC? Não se sabe. Aliás, até é provável que cada uma das dezenas de milhares de gargantas que vociferavam tivesse um alvo diferente. Mas estou a divagar...

O que quero trazer aqui é a própria expressão "filho da puta".
Supondo que a Sra. Dona Mãe-do-Árbitro exercia, de facto, uma profissão de cariz sexual e completamente livre de impostos, quantas pessoas saberiam disso? (este número torna-se particularmente reduzido se excluírmos os taxistas da nossa amostra)

Ora, se a larga maioria das pessoas que insultam não sabem sequer se o que afirmam sobre a mãe da pessoa em causa é verdade, estamos perante um insulto dirigido à própria pessoa.

Assim sendo, porque não liberalizar a expressão e passar a ter "*familiar* da puta"?

Algo como "sobrinho da puta", "primo da puta" ou, quem sabe, "neto da puta"?
É continuar... "irmão da puta", "trineto da puta", "filho-adoptado da puta"!
O terror (ou não!) de qualquer progenitor: "pai da puta"!

E porque não suavizar a coisa e atirar com um "amigo da puta", "vagamente-familiar da puta" ou até um "conhecido-de-vista-da-puta"? Só para não ofender tanto!
A usar em situações mais formais: parece que estou a ver um magistrado a soltar "o Dr. não está a ser sério e o seu comportamento assemelha-se ao de um amigo de meretriz!"

Aqui temos outra questão de estilo: "de" ou "da"? "filho de puta" parece vagamente mais púdico e sibilante, ao passo que "filho da puta" é aberto e boçal... experimentem e decidam: "Pick your weapon, gentlemen"!

E agora algo mais perturbador... "marido da puta"? Ou deverá, nesse caso, simplificar-se para "cabrão" ou uma variante de "cornudo"? Sem dúvida uma questão de fundo e que será certamente alvo análise num próximo post.

P.S. Este post era originalmente para ser qualquer coisa relacionada com a namorada/amante do Sr. Jorge Nuno, mas depois achei melhor não e acabei por escrever sobre putas.

Friday, February 04, 2005

EU HOJE ACORDEI ASSIM: Posted by Hello

Wednesday, February 02, 2005

BOATOS

Esta pré-campanha eleitoral tem sido marcada por inúmeras insinuações, boatos, rumores, "disse que disse", "disse que não disse", etc...

Para elevar o nível da discussão política, que o país bem precisa e merece, profitrolls deixa aqui as conclusões únicas e verdadeiras sobre a vida privada dos principais candidatos e demais actores políticos:


Pedro Santana Lopes: é gay. Todos se lembram com que grupo se davam os gays por volta do 5º ano de escolaridade. Com as meninas, pois claro. Imaginem um jantar com 1000 mulheres e não é preciso dizer mais...

José Sócrates: é gay. Toda a gente diz que é gay, ainda que circulem, paralelamente, cerca de 20 versões diferentes quanto à identidade do seu companheiro. Portanto, não pode deixar de ser gay.

Francisco Louçã: é gay. O seu partido tem um grupo de trabalho homossexual. Opõe-se ferozmente às políticas de Paulo Portas (ver texto respectivo), pelo que só pode ser gay. Tem aquele traço característico dos gays: uma filha, para encobrir a sua verdadeira preferência homossexual.

Jerónimo de Sousa: é gay. O trabalho árduo na Lisnave, como torneiro mecânico, não pode deixar de ter despertado neste homem o desejo pelos colegas, laborando de tronco nu, transpirados pelo calor tórrido da metalúrgica. Além disso, é amigo de Odete Santos, o que justifica muita coisa. Finalmente, mesmo que a tivesse, Jerónimo de Sousa defenderia a nacionalização da sua vida privada.

Manuel Monteiro: é hermafrodita. Desde o célebre episódio do "voto-em-branco-apesar-de-ter-feito-a-cena-de-tapar-a-caneta", Manuel Monteiro andou muito desaparecido. Profitrolls sabe que esteve numa clínica a tentar resolver o seu problema congénito de hermafroditismo, sem sucesso. Por alguma razão na campanha do PND se houveo chavão "É pró menino e prá menina", referindo-se sempre ao fundador, presidente vitalício e candidato único.

Paulo Portas: é heterossexual. Profitrolls orgulha-se que alguém assuma o estandarte da "normalidade" nesta campanha. Depois de tanta aberração representada pelos demais candidatos, Portas é o bastião dos valores. A conclusão baseia-se no facto de em pequenos, Miguel Portas gostar de brincar com bonecas (atenção: é diferente de "brincar às bonecas"), enquanto Paulo Portas gostava de brincar com G.I.Joes (atenção: é diferente de "brincar aos G.I.Joes")...