Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Wednesday, June 29, 2005

Aborto

Sampaio afirma que ninguém tem legitimidade para invocar o seu pensamento sobre o aborto ("Público" de hoje)

Aliás, o sr. tem filhos, para que conste...

As presidenciais estão aí: será que é o lançamento de um novo candidato?

Igreja Católica preocupada com impacto social do combate ao défice ("Público" de hoje)

Desde que continue a correr a esmolinha para a enésima reparação do telhado da igreja, no problem!

Monday, June 27, 2005

Campeonato Mundial de Terrorismo/Malvadezas

No Campeonato Mundial de Terrorismo/Malvadezas, a Al-Quaeda distanciou-se definitivamente da dupla Israel/Palestina. Os atletas treinados por Al-Zarqawi encontram-se em grande forma, deixando agremiações com pergaminhos no terrorismo como a Mossad, a OLP (que partilham o recinto de jogo - Faixa de Gaza - uma espécie de Monte Olimpo para os terroristas), ou até o Hamas. A Al-Quaeda sofreu uma revolução na sua estrutura. Tem um homem-forte que não olha a dinheiro quando é hora de comprar o melhor TNT, os melhores relógios ou recrutar o melhor suicida do mercado. Al-Zarqawi pede e Bin-Laden dá! Os outros grupos terroristas até falam de concorrência desleal e na total deturpação das leis do mercado de transferências. Sem dúvida que a partida disputada em Nova Iorque, a 11 de Setembro de 2001, deixou os adeptos com água na boca. A 11 de Março de 2003 em Madrid (embora sem a dimensão de Nova Iorque), a agremiação árabe mostrou que a partida disputada no World Trade Center não foi apenas um fogacho, mantendo a invencibilidade no seu reduto, desde então. Mas a Al-Quaeda ainda não atingiu registos históricos que façam esquecer a célebre equipa de Ruandeses de 94, ou a mais recente equipa de Sudaneses. Não iremos, como é óbvio, misturar este fulgor inicial com o mito Nazi. Um mito que ainda hoje nos deixa deleitados, ao observar a qualidade desses saudosos atletas. O Campeonato Mundial está praticamente decidido, no ano que corre. Os EUA, agremiação com tradição, mas que nunca viu os seus feitos reconhecidos pela comunidade internacional, já deitou a toalha ao chão ao afirmar que nos próximos 12 anos, o reinado será Al-Quaedense, pela voz do Preparador Físico, Donald Rumsfeld!


Esperamos o desfecho de mais uma época de Terrorismo/Malvadezas, com grande ânsia e pudor. Que ganhe o melhor, que os plantéis tenham o menor número de lesões possível e que prevaleça o fair-play, acima de tudo!

Wednesday, June 22, 2005

O chamamento

Pois é, andavamos para aqui de papo para o ar, sem fazer nada à excepção de coçar a micose (que se vai agudizando de dia para dia), e retirar o excesso de cotão do umbigo (cuja densidade e consistência se aproxima da de um placard de contraplacado fininho) quando ouvimos um chamamento.

Não fui atender porque estava a passajar umas meias fedorentas que tinha por lá esquecidas, mas o AMAFAS encarregou-se disso. Conclusão: estamos a ser acusados de não mexer uma palha.

Resposta à conclusão: para quê, se o PS e o kit do Benfica já estão a dar cabo da tentativa de Portugal continuar com índices de desenvolvimento pouco condizentes com o estatuto de país de primeira linha europeia??

Meus amigos, vamos deixar brilhar quem merece. A silly season a quem a merece.

Da minha parte, vou fazer umas férias retemperantes. Estou a pensar dar um saltinho ao LUSIBERIA, o novíssimo parque de diversões aquáticas em Badajoz (Espanha, portanto. Badajoz é aquela cidade que não é nossa mas é. Olivença é aquela que é mas não é, percebem?).

Deve ser mesmo um espanto esse LUSIBERIA, para já ter publicidade em tudo quanto é outdoor em Lisboa. Desta forma, já temos finalmente uma desculpa decente, para além dos caramelos, para dar um saltinho ao lado de lá da fronteira.

Diz quem sabe que um parque de diversões aquáticas em Espanha tem tudo o que um parque de diversões aquática em Portugal não tem, a saber: portugueses

Tuesday, June 21, 2005

Últimas semanas...

Muitos me perguntam na rua:

-Então, oh estúpido, quando voltam a escrever na porcaria do blog que para lá têm?

É então, devido a esta persistência e carinho que aqui volto, para partilhar a imensa informação das últimas semanas, que enche de orgulho os portugueses.


Arrastão em Carcavelos

É publicidade ao mais alto nível! Como se sabe, Portugal não tem dinheiro para colocar anúncios na Sky, na CNN e afins. Desta forma, utilizou os meios de comunicação social portugueses (a TVI poderá receber uma medalha no próximo 10 de Junho, porque ultrapassou o que lhe foi pedido), para fazerem o milagre da duplicação. Da mesma forma que Peter Jackson multiplicou os Orcs, as televisões portuguesas multiplicaram 50 vezes 10! Resultado: publicidade à babugem! E a marca Portugal, nas televisões e jornais de todo o mundo!


Manifestação no Martim Moniz

Mais um embuste, que visa mostrar Portugal como um país civilizado, com problemas de criminalidade e racismo como os outros. O nosso país está sempre numa posição diminuída quando qualquer assunto é discutido, seja em Bruxelas, seja na Papua Nova-Guiné! A Espanha tem a ETA; a Inglaterra acabou com o IRA, arranjou o Iraque; a França tem os muçulmanos. E nós? Ninguém! Até duas semanas atrás! Agora já temos pessoal para espancar e odiar entre portas! Somos um país na vanguarda da civilização! Publicidade e mais publicidade!


Greves

Portugal é um país de trabalhadores. Quando alguém faz greve, é porque a situação é mesmo muito grave. Os professores até estão cheios de pena dos alunos, mas ter de trabalhar mais (embora adorem), não lembra ao diabo (mas infelizmente para eles, lembrou a Sócrates), vai daí, toca a fazer greve, que até estão uns bons diazitos de praia. Tendo nós um país com uma população excessivamente qualificada, torna-se positivo este atrapalhar dos putos, facilitando-lhes a entrada no mundo da construção civil ou até do supermercado (falo mormente da profissão caixa)... Mas não são apenas os professores a ter ideias patrióticas, são apenas os que, de momento estão mais à manita! E mais uma vez, o Governo faz Portugal aparecer nas páginas e écrans do mundo!


Tiago Monteiro em terceiro na Fórmula 1

Tiago Monteiro, apelidado por alguns o Tuga Voador (admito, foi só um amigo meu que se excedeu um pouco, mas eu gosto de me armar em TVI), ficou em terceiro lugar na prova de Indianápolis, obtendo um resultado histórico, subindo ao pódio, ao lado de Barrichello e de um alemão. O que poderá ensombrar o resultado do português é a forma como foi conseguido este feito. Ao que se sabe, Sócrates andou de picareta em riste, na noite que antecedeu a corrida, a furar os pneus das outras equipas. A vitória só não sorriu ao português porque Bernardo Trindade (Secretário de Estado do Turismo) desmaiou de cansaço, aleijando seriamente um ponto negro na zona da fonte, aumentando o número das listas de espera, e deixando os pneus dos Ferrari em perfeito estado! Mais publicidade!


Morte de Álvaro Cunhal

Está a decorrer um inquérito. Por aqui sabe-se que Álvaro Cunhal não morreu de doença prolongada mas foi assassinado. O Governo está na linha da frente dos principais suspeitos. Foi encontrada uma substância química dentro de várias criancinhas, na cozinha de Cunhal. Ao que parece, essa substância é rara e o objectivo era eliminar Cunhal ao pequeno-almoço e não pela madrugada. Segundo fontes próximas, Cunhal teve uma daquelas fomes que dá pela noite dentro e ao matá-la, matou-se! Mariano Gago, pela raridade da substância, é o principal suspeito, tendo sido já ouvido na PJ. Desta forma, Portugal foi mais uma vez notícia no mundo! Publicidade a quanto obrigas!




Como se pode observar, o Governo de Sócrates não pode ser acusado de nada fazer! A legislatura mal começou e Portugal é notícia nos jornais e televisões mundiais, dia sim, dia não! É este o plano que os socialistas escondiam para o crescimento do turismo na Tugalândia. Vai ser desta brilhante forma que Portugal vai sair da crise. Os bifes e afins quando pensarem em sair da santa-terrinha deles, por osmose, pensarão em Portugal, uma vez que não ouviram falar de outro país nos últimos tempos (vamos ver se não enjoam). Ninguém estranhou minimamente estas ocorrências, nas vésperas da época balnear? Assim que ouvi a notícia do arrastão pensei logo: Olha o sacana do Sócrates a trabalhar para o turismo. Não me digas que a seguir o gajo vai desafiar os nacionalistas, provocar uma onda de greves, levar o Tiago Monteiro ao pódio e matar o Cunhal. Meu dito (neste caso meu pensado) meu feito!

Thursday, June 16, 2005

"Pick us!"

É verdade! Ouvi outro dia de passagem que sou neste blog o equivalente à Peúga Fedorenta da Quinta das Futilidades. Rezingão, mal-criado, boçal e... fedorento, claro! São excelentes notícias: já faltou mais para Felino Fedorento. Pode ser que venda uns DVDs. SIC Radical, estamos a sentir-nos vulneráveis!

Saturday, June 11, 2005

Filmes

A resposta ao repto de A Fonte não pode passar sem uma piquena introdução. Começa a tornar-se fastidioso, isto de responder a questionários. Além disso, já não é o primeiro sobre cinema. Sim senhor, muito original; isto é que é pôr o cerebelo a funcionar. Porque não um questionário sobre a revolução industrial na Papua Nova-Guiné, logo após a introdução da sementeira agrícola? Eu respondia! Ou então um sobre a qualidade do papel nas tipografias mundiais. Será que Portugal está preparado para a concorrência tipográfica com a China, sabendo que os chineses têm crianças a imprimir letra a letra? Adiante.

Este questionário será respondido com breves notas introdutórias, de modo a não dar azo a dúvidas relativamente à falta de qualidade de cada resposta.


1. Melhores Filmes dos últimos anos

Esta pergunta está ferida de morte! Já vejo os tubarões a aproximarem-se! Mas o que são últimos anos? Esta expressão é tão subjectiva como quando nos referimos a Paulo Coelho; tanto pode ser mau como asqueroso! Cinco, dez, vinte? Se for da história do cinema, podemos considerar os últimos vinte, trinta anos. Se for da minha vida já é consideravelmente diferente! Apre, detesto perguntas com rasteira. Mas aqui vai:

Vale Abraão;
Rocky V;
Gigli;
Sei o que Fizeste no Verão Passado (e sei que não devia ter sido um filme...);
e Kung Pao - enter the fist, o melhor de sempre


2. Filme da vida

Mais uma pergunta com rasteira. Eu nunca estive às portas da morte. Quanto muito ao portão da quinta no monte alentejano, agora à porta de casa nunca estive. Além disso, não tenho por hábito visitar pessoas que não conheço, daí ser difícil descortinar o filme da vida não podendo comparar com o filme da morte. Mas já que tem mesmo de ser, e como seria um crime deixar um destes de fora, aqui vai, optando como critério o ritmo frenético dos filmes :

Frei Luís de Sousa;
A saída dos operários da fábrica dos irmãos Lumière;


3. Actores com pujança

Mas esta malta não pensa em mais nada? Começa a tornar-se triste pensar que quem faz estes questionários, tem de colocar sempre uma pergunta a fugir para a cueca (de preferência slip, azul claro). Eu não fixo o nome (e muito menos a pujança) dos actores dos filmes porno. Aliás, esta teoria da pujança nos filmes dá pano para mangas (caso contrário ficávamos com uma camisoleca de alças e era um fedor a sovacame que não se podia). Todos nós sabemos que os gajos tomam umas coisas para aquilo ficar para ali horas sem fim, sempre a apontar para a lua. Eu QUERO acreditar nisso com todas as forças do meu ser! Assim sendo, os moços são uns trapaceiros! Chamem-lhe pujança que eu chamo Viagra, com preservativos Preservóduro, sabor a Aloé Vera! Mas cá vai o meu palpite. Sim, porque não passa de um palpite:

Sir John Holmes;
Cavaleiro Alexandre Frota


4. Actrizes de mão cheia

Pois é, poderia ir pelo caminho mais fácil, fazendo o trocadilho ordinário relativamente à mão cheia e assim, mas não. Se o questionário não se preocupa em elevar o nível, essa responsabilidade cai-me sobre os ombros. Poderia facilmente aludir ao filme caseiro da Pamela com o seu mais que tudo, mas não, vou escolher as actrizes com base na sua qualidade na arte de representar. Vou-me cingir ao nosso Portugal por crer que existe matéria-prima suficiente para elaborar uma lista extensa. E as actrizes portuguesas são:

Sofia Aparício;
Bárbara Norton de Matos


5. O meu musical

Aqui é que a porca torce o rabo. Musicais não são o meu forte. Não foi por acaso que fui sedado para me levarem a ver o Chicago; não foi por acaso que, propositadamente, padeci de uma bronco-pneumonia no momento da estreia do Fantasma da Ópera; não é por acaso que súbitos ataques de cegueira e surdez me invadem quando E Tudo o Vento Levou, Feiticeiro de Oz, ou até Música no Coração, inundam os ecrãns da minha televisão. Mas como também defendo que quem nunca gostou de um musical que atire a primeira pedra, aqui vai:

From Justin to Kelly

Bolas, isto por aqui parece uma Intifada, chiça penico, chapéu de coco! O que vale é que ainda há quem as fume!


6. Realizadores com R grande

Esta é básica. Não existem assim tantos realizadores com dois erres maiúsculos no nome. Mas, mais uma vez, a pergunta deixa bastante a desejar. Desejar-se-ia uma pergunta mais abrangente. Porque não com R e W? E se adicionássemos um Y e um z? Isto sim era uma pergunta que não nos deixaria escolha; realizadores asiáticos, aí vamos nós! Se a escolha de 90% dos inquiridos não for esta, é porque têm uma base de dados melhor que a minha. É caso para dizer: RR Mexilhão!

Robert Rodriguez;
Rob Reiner;
Rick Rosenthal;
Robert Redford

7. Lanço o testemunho a mais cinco bloguistas

ao JMP, ao Ze_Halcon, à Stillfotry, à Mad e à Gotinha, não que me interesse a opinião deles, mas porque me apontaram uma zarabatana ao cotovelo, e assim sendo é melhor não arriscar!

8. No caso de considerarem poucas perguntas, tomei a liberdade de acrescentar algumas (resposta facultativa), copiando descaradamente uma faceta Stillfotyana:

-O que pensa do calor que grassa na Ilha do Pessegueiro?
-Qual o Ano Internacional que mais o/a emocionou? Justifique.
-Acredita que a entrada da Torre de Cavacas das Caldas para o Guinness pode diminuir o défice?
-Sabe que dia é hoje?
-Usa o colete reflector no banco do seu automóvel?

Se este questionário não resultar num Não-sei-quê da Minha Vida, publicado pelo Público, macacos me mordam (macacos me mordam, que expressão mais chué - chué, que palavra desenxabida - olha outra).

Wednesday, June 08, 2005

Koeman acabado de chegar

Olhóóóóóó Koemááááááááán, fesquiiiinhoo!

Koemááááááááán, fesquiiinhoo!

-----------

Foi estúpido, eu sei que foi estúpido. Eu tiro isto amanhã, ok?

-----------

PS: O que será que quer dizer koe em holandês? Ele será o homem de ______? Tenho um amigo que é! Vou perguntar-lhe e depois respondo! Na volta quer dizer chave-de-rebites ou assim, a acabo por não pôr cá nada...

Olá!

Depois dos sete pecados mortais, os cinco sentidos! E viva a imaginação, hein!?

A Olá está em alta! O Magnum e os números! Que junção! Que dupla dinâmica, qual Batman & Robin! O que virá a seguir? As sete maravilhas do mundo? Parece que estou a ver...


Prova a Estátua de Zeus e ficarás a ser dos meus; o Templo de Ártemis, sem perder templo te põe feliz; o Mausoléu de Helicarnasso não faz de ti um palhaço; as Pirâmides de Gizé deixam-te mais fresco que o rapé; o Farol de Alexandria torna-te membro da maçonaria; os Jardins Suspensos da Babilónia, aprendes a escrever uma jónia; experimenta o Colosso de Rodhes e vais ver que não te lixas.

E depois, o que virá daquelas cabeças? O Magnum Sniper Rifle? O Arctic Warfare Magnum? O Magnum 44? O Carabina Magnum 3000? O Magnum Desert Eagle? Huumm, que apetecíveis... E o Epá? Passa a ter como variedades recto ou oblíquo? Não estou a ver publicidade que salve isto, mas não sou eu que tenho responsabilidades! Quem tem responsabilidades (o/a responsável) que seja responsabilizado e se responsabilize, salvaguardando a existência de um possível co-responsável responsabilizado no processo! Havia que desresponsabilizar o irresponsabilizável, porque não foi irresponsável.


Quem sabe se, ainda este Verão, não vemos nos cartazes da Olá os Novos Cornetos Três da Vida Airada:

Cocó: Chocolate com pedaços de Avelãs e Clorofila!
Ranheta: Pistáchio com pedaços de Quivi e Banana!
e
Facada: Morango com pedaços de Cereja!


Que fique aqui bem claro, não estou a prometer nada!

Friday, June 03, 2005

Com muito gosto?

Mas porquê?

Porque é que os portugueses têm de apanhar todo e qualquer tique bimbo? Resigno-me. Somos um país de bimbos e ponto final! Tirando o distraído e o gostoso (pessoa que detém o poder do bom gosto), o nosso país está sitiado por forças bimbas. Vários exemplos ferem os olhos do mais comum cidadão.

Os construtores automóveis imaginaram o espelho retrovisor para o condutor poder observar quem se aproximava vindo pela retaguarda ou para ajudar a estacionar o carro. O português utiliza-o para isso? Não! Confia-lhe a guarda de toda a espécie de galhardetes, bonecos e amuletos. Estes, pendurados de forma libidinosa, esfregam-se durante um qualquer trajecto.
BIMBO! Com muito gosto?

As meias brancas TURCAS foram criadas a pensar na prática de desporto, uma vez que o fedor emanado pela parte terminal dos membros inferiores, não era fácil de aturar, além das feridas provocadas pelo peúgo de nylon! O que fizeram os portugueses com o soquete? Acharam por bem calçá-los com sapatucho preto de verniz! De preferência, sempre que havia casamento, escolhia-se o peúgo com a raquete menos coçada.
BIMBO! Com muito gosto?

O naperon foi inventado a pensar no... na... em... O naperon foi idealizado para... hum... Bem, o naperon (de preferência, croché e bordado à mão) só pode ter sido criado por bimbos. E onde é que eles os colocam? Em todo o lado! Na tampa da sanita, no muro do quintal, na ombreira da porta, em cima da televisão (um clássico), e até na chapeleira do carro. A nova vaga de bimbos coloca-o em cima do monitor do computador. Modernices!
BIMBO! Com muito gosto?

E agora? - poderíamos pensar. Já tudo está bimbado! É um mercado em fase de saturação que não tem mais por onde crescer. Puro engano. A culpa? De quem não deixa estar as coisas tal e qual estão. Quem é que se lembrou da imundície dos coletes reflectores? A princípio pensei ser boa ideia! Não pensámos todos? Talvez não! E onde poderia o português colocar o colete? No porta-bagagem? Não; muito longe, e se está a chover? No porta-luvas? Não; depois não havia espaço para o papel higiénico, para o canivete e para os 30 mapas de Portugal e Espanha (25 do tempo em que ainda não existiam auto-estradas)! Debaixo dos bancos? Não; porque poucos sabem o que existe debaixo dos bancos dos carros, para além do cotão. São autênticos buracos-negros. Esgotados estes três óbvio locais ficaríamos num beco sem saída. Talvez não! Alguém teve a BIMBA ideia de colocar os coletes NOS BANCOS! Desta, nem os imigrantes se lembrariam! Depois da moda t-shirt e/ou capa-massajadora-com-bolas-de-madeira (para não falar dos lencinhos nos encostos de cabeça...), eis que os bancos dos carros dos portugueses se vêm enfeitados por coletes amarelo fluorescente. Contentes? Parece que sim. Poucas modas colaram tão depressa. Não há broa que não ostente de forma bem orgulhosa o seu colete no banco. Sabem o que mais me preocupa? Não é dez ou vinte broas se terem lembrado deste atentado. É a propagação da moda colete no banco ter colado tão bem e tão depressa. Somos um país de bimbos? Custa-me a responder mas, sim!


Bimbo? COM MUITO GOSTO!

Wednesday, June 01, 2005

Concursos no submundo do espectáculo

Sempre que vou ao teatro ou ao cinema deparo com concursos extra-espectáculo. No cinema presencio constantemente o concurso da tosse. Não existe local mais indicado do que uma sala de cinema para encontrar todo o género de catarreiros existentes. Não é exagero, é o empirismo a falar. É possível proceder ao seguinte exercício: 90 minutos numa sala de espera nas urgências de um hospital de elevada afluência vs 90 minutos numa qualquer sessão de cinema. O resultado é mais surpreendente que a encenação de Sócrates ao saber do défice real. A sessão de cinema ganha por KO técnico. Estudos relativos aos decibéis emitidos mostram que a tosse cinéfila suplanta a tosse hospitalar. No meu ponto de vista, todos os elementos tossentes numa sessão de cinema guardam a sua tosse para o momento em questão. Não é por acaso. É premeditado e com requintes de malvadez. Assim que se apagam as luzes, um ligeiro cof, cof invade a sala. Para evitar a tosse durante o filme? Puro engano! É o afinar da tosse. Assim como um músico afina o seu instrumento antes de um espectáculo, os tossentes, cofam para colocar a tosse. Depois do exórdio do filme, estamos perante um concurso onde os mais velhos têm o papel principal. Torna-se muito mais fácil para pulmões (ou pulmão) desgastados e corroídos emitir aquela tosse. Aquela que não nos deixa em paz durante toda a sessão. Uma medida interessante seria trocar o apoio para copos por escarradores.





Outro concurso muito em voga é o do risinho irritante vs gargalhada alarve. Neste caso não é propriamente um concurso mas sim um complemento. Em qualquer espectáculo cómico-humorístico (especialmente se os actores disserem merda, cu, mamas e abusarem de piadas ordinárias), o público português ri de forma competitiva. Mais uma vez é a realidade empírica que me acompanha. Na Mira do Gordo, Lisboa, CCB; a senhora A, atrás de mim, ri de uma forma parva de uma semi-piada. Outra senhora (B), um pouco mais à esquerda, olha de soslaio. Na oportunidade seguinte o seu riso (estúpido) abafa o da senhora A. A senhora A agita-se na cadeira. Oportunidade seguinte, a senhora A berra de riso, numa piada falhada de Jô Soares. Não olharam todos para ela porque a senhora B bramiu desalmadamente enquanto C, D, E, F, G, H, etc, já se juntaram à festa. Está instalado o concurso: Quem ri de forma mais atoleimada, mas simultaneamente alto para catano? Quando se instala o concurso, o espectáculo deixa de existir. O concurso sobrepõe-se. Por vezes estamos perante um concurso com metade dos espectadores. Está na altura de sair da sala. Desculpa Jô, não tens culpa nenhuma...

O CDS-PP propôs hoje a criação de um "dia mundial da criança por nascer", com o objectivo de sensibilizar a opinião pública para a necessidade de o Estado dar "protecção legal à vida humana e intra-uterina".

Concordo.

Plenamente.

Até já estou a imaginar uma gigantesca parada, em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, composta por milhares de crianças por nascer, a desfilar alegremente com cartazes com dizeres tais como "Proteja-me, vote Paulo Portas, uma criança por nascer precocemente envelhecida", "Sou uma criança por nascer, quero rendimento mínimo garantido", "Mamã, sou alérgico ao aborto" ou ainda "Sporting vencedor da Champions League".

Uma beleza...

humor negro para a mesa 12, por favor

Para festejar o Dia Mundial da Criança, Catalina Pestana decidiu levar os alunos da Casa Pia de Lisboa numa visita de estudo, à 55ª sessão do julgamento de Bibi. Catalina julga ser importante abrir os olhos das crianças, numa afirmação que causou algum mau estar juntos da comunicação social... Catalina continuou dizendo, a acareação entre Carlos Silvino e o jovem é uma boa forma de passar uma tarde dedicada às crianças.