Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Thursday, July 28, 2005

5 candidatos num único filme

Tim Story, realizador do filme Quarteto Fantástico, já prometeu a sequela. O que surpreendeu a crítica nos EUA foi o anúncio dos actores que interpretarão o segundo filme. Além de serem portugueses irão estrear-se na sétima arte, e embora parte deles tenha experiência televisiva, nunca tiveram uma oportunidade na indústria cinematográfica.

Como Senhor Fantástico teremos Manuel Maria Carrilho. Além de se esticar como nunca, o cientista acumulará novos poderes. Terá a possibilidade de filosofar até aborrecer os vilões inimigos, lançará projectos de forma letal e está em estudo se o super-herói terá também a capacidade de mostrar vídeos com crianças para entediar os maus da fita. Bárbara Guimarães conseguiu um papel como figurante.

A Mulher-Invisível será interpretada por Maria José Nogueira Pinto (já introduzida por Story como Zezinha). Além da invisibilidade, Maria José poderá falar de forma afectada, reduzindo os inimigos a povo, até porque o facto de deter a boca torta assim o obriga. Outro super-poder confirmado é o macramé e o ponto-cruz de Zezinha, aproveitando as suas boas mãos.

Sá Fernandes interpretará o Tocha-Humana. Story admitiu que o carácter irreverente de Sá Fernandes foi decisivo na escolha do papel. Além de se imolar, o super-herói poderá infernizar a vida aos seus inimigos instaurando-lhes providências cautelares em catadupa. Será possível ver o Tocha-Humana a defender gente nas salas de cinema dentro em breve.

Ruben de Carvalho dará vida a O Coisa. A força bruta continuará a ser a sua imagem de marca. De qualquer forma poderemos vê-lo a atirar soluções aos inimigos que se atravessarem à sua frente. O processo de transformação não será tão demorado uma vez que Ruben de Carvalho já tem algumas semelhanças físicas com o herói, o que até poupa tempo e dinheiro em maquilhagem, referiu Tim Story.

O vilão será Carmona Rodrigues. O Doutor Destino continuará com os seus maléficos e infindáveis poderes, mas um novo poder vai surpreender o Quarteto Fantástico, o arregaçar de mangas promete ser letal. Este super-poder será acompanhado por um vamos a isto, que o vilão pronunciará antes de atacar cada herói. Mas o Doutor Destino terá um novo vício: o jogo, que desenvolverá em casinos errantes.

Mosca da República

As moscas mudam, mas a merda é a mesma!

Estas presidenciais vêm mostrar que a sabedoria popular anda pelas ruas da amargura. Neste caso, a merda continua, mas as moscas também! Esta história até já cheira mal!

É das presidenciais

Domingo:

-AMAFAS, o que te aconteceu? Estás com bom ar, pareces muito mais novo!

-É das presidenciais!

Segunda-feira:

-Epá, não pode ser! Tu encharcaste-te em botox, não foi?

-Não!

-Uma plástica no corpo todo e um lifting?

-Não! É das presidenciais!

Terça-feira:

-Sabes, fiquei a pensar no que disseste. Tu estás com ar de quem perdeu 20 anos, mas só me falas nas presidenciais. Afinal o que se passa? És candidato a suplente de vogal nalguma Assembleia Municipal e estás a aproveitar bem as férias, é?

-Não é óbvio? Eu sinto-me 20 anos mais novo! Voltei a usar cabelo comprido - mas só atrás - a usar roupa super foleira, tipo riscas com quadrados, voltei ao meu Mini, etc...

-Mas o que é que a bosta das presidenciais têm a ver com isso?

-Amigo, olhando para os candidatos julgo que ainda estou em plena década de 80...

Água, aguinha

A polícia está em plena greve de zelo. Se sempre pensou estacionar na rotunda do Marquês de Pombal e nunca teve coragem, é agora ou nunca! Força aí! Estou consigo (mas a ver ao longe)! Mesmo assim, a seca continua apesar duns pinguitos. Temos de racionar o bem precioso, contra tudo e contra todos. É por estas e por outras, que até não têm nada a ver com isto que me propus a partilhar o plano que coloquei em prática no sentido de retenção de águas:

-Acabou o concurso semanal de apneia no banho de emersão;

-Lavo metade da cara pela manhã, pela noitinha a outra metade é molhada;

-Os meus peixes não se têm queixado da nova Frize Morango;

-As plantas lá de casa são regadas com chichi que recolho nas várias divisões da casa, uma vez que equipei cada uma delas com um penico branco (encorajando sempre o contributo dos convidados);

-Transformei o autoclismo numa doca seca, só sendo utilizado uma vez por mês (não esquecer de comprar uma palete de ambientadores);

-Na minha habitação já ninguém toma banho, todos nos raspamos com uma plaina de enorme gabarito técnico;

-O Sumol de lavar os alimentos é reutilizado no momento de lavar as mãos e re-reutilizado para lavar a roupa interior (a única que se pode orgulhar de sentir líquido a perpassar nos seus tecidos);

-As vergonhas têm direito a uma passagem trissemanal de toalhitas para bébés;

-Proibi toda a minha família de me dar água pela barba...

Aceito (e agradeço) sugestões!

Constipações de Verão

A constipação de Verão é como uma comichão num dedo do pé quando estamos em público e de botas. É uma coisa demasiado irritante! Ui, coisinha chata, isto das constipações de Verão! É um fenómeno tão contranatura quanto o Presidente do Felgueiras ter espelho em casa. A constipação de Verão acompanha-me desde os primórdios da minha existência.

Quando ia para a escola, mais de metade do peso da minha espectacular mochila devia-se a pacotes de lenços de papel. E nem no Verão a coisa abrandava. Era ver os meus amigos a curtir o Verão. Eu também curtia, mas no meio de tanto espirro, qualquer tarefa assemelhava-se a um dos trabalhos de Hércules. Ainda hoje me constipo no Verão e lá vêm os meus amigos lenços de papel. Coisinha útil isto dos lenços, não?

Qual foi a do criador ao inventar a constipação? Mas por um infeliz acaso, não chega o câncaro e a doença dos maricas?

Ateeechim!!

...

...

Saúde...

Tuesday, July 26, 2005

Omnipotência, Omnipresença (e Misericórdia)

Muitas teorias têm sido ventiladas acerca do propósito dos ataques terroristas que se têm sucedido em catadupa. Ora a culpa é dos EUA porque atacaram o Iraque e têm uma política externa comparável ao sentido de Estado de Alberto João Jardim, ora a culpa é dos próprios terroristas que estão aborrecidos e decidiram animar as hostes. Não deixando de ter razão, não passam de causas paralelas.

Eu acredito (até porque o Nuno Rogeiro continua a abusar da laca) que estamos perante uma nova ordem religiosa mundial. Assim sendo, os terroristas são o novo Deus. Depois dos católicos me chamarem herege, os budistas sacripantas e os judeus à atenção, eu passo a explicar. As duas principais exigências para se ser Deus são a omnipresença e a omnipotência. Relativamente à omnipresença eles anden aí! Os tipos são vistos nos mais inóspitos locais, desde Londres à Picheleira, do Egipto a Trás-de-Outeiro. Não existe dúvida que eles estão por todo o lado. Se nos debruçarmos na omnipotência a conclusão é semelhante. Eles rebentam o que querem, onde querem, quando querem. Alguém os pára? As bombas não têm a sua potência? Estão imparáveis os moços...

Podem vir com teorias da conspiração relativamente à misericórdia. Ai, coiso e tal, Deus é misericordioso. Pois é! Por acaso os terroristas já atacaram a Santa Casa da Misericórdia? Claro que não, até porque eles também jogam no Euro Milhões!

Este paleio todo para explicar a causa próxima destes atentados. Ora todos sabemos que chove porque Deus chora, troveja porque Deus está irado. No caso dos terroristas, uma das 724 filhas de Osama Bin Laden casou-se. Qual a repercussão no mundo? Atentados atrás de atentados. É o modo dos terroristas exteriorizarem a sua felicidade. Há quem diga que estes atentados estavam na lista de casamento do casal, no Corte Inglés (recuso-me a dizer o El Corte Inglés, se é o já não é El e vice-versa) de Cabul (fala-se também numa cristaleira Vista Alegre, mas é melhor não acreditar em tudo quanto se ouve por aí...).

Pode ser que sim, pode ser que não! Pelo sim pelo não, já comprei burcas lá para casa e estou a deixar crescer a barba! O que foi? Não andou tudo biruta a comprar máscaras quando se falava em ataques químicos? Eu estou só a salvaguardar a minha possível imagem perante o possível novo Criador...

Friday, July 22, 2005

Balança Comercial Deficitária nunca mais!

Pensem comigo! Vá lá! Só hoje! Bem sei que estamos todos, ou quase, ou de férias, mas é por isso mesmo. Para ser diferente. Para Portugal acabar com o défice da sua Balança Comercial, o que seria necessário fazer? Exportar aquilo que temos de melhor! Pois bem, neste momento exportamos cortiça e automóveis (via AutoEuropa). O resto: caquinha líquida. Mas eu encontrei a solução! Portugal tem qualificação em algo que os outros países não têm. Pirómanos! Se enviarmos os nossos especialistas para fora, eles vão espalhar a palavra da labareda e ganhamos pipas de massa! Também podemos fazer uma franquia de fogos. Vendemos a marca a cada país e ficamos tipo Algarve: temos que fazer em 3 meses dinheiro para aguentar 9! Neste caso fogos. Peço imensa desculpa isto estar a sair assim, mas o sono está a tomar conta de mim e eu já não sei a quantas ando...

Alegado bombista suicida baleado pela polícia no metro de Londres

No Público de hoje, esta pérola! Pelos vistos o suicida foi suicidado à força!

Entretanto, não muito longe dali:

-Vou disparar!

-Sr. Agente, não dispare que eu vou-me suicidar!

-Nem penses, quem te suicida sou eu.

-Não quererá dizer assassinar, matar ou assim?

-...pois, foi o que eu disse! Pum!

Diálogo possivelmente verídico se se passasse em Picoas!

PS: Se o tipo era bombista, cinco tiros foram poucos. Menos de cem é coisa de mariquinhas...

Tuesday, July 19, 2005

Ainda (e sempre) o déficit

Os governos de Portugal e de Espanha vão reforçar o combate conjunto à evasão fiscal para impedir o seu aumento com a subida do IVA em Portugal, anunciou o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, que entregou ao seu homólogo espanhol uma lista de empresas para investigar. (Publico de hoje)
E, espantosamente, o que foi entregue?
Uma "lista de 12 empresas - dez do Porto e duas da Guarda" (!?!)
Pois é, esta singela notícia deita completamente por terra toda a argumentação daqueles que persistem (obviamente de forma disparatada!!) em situar o problema do déficit português não do lado da despesa mas do lado da receita.

Sunday, July 17, 2005

10.000 visitantes? Ilibado!

Quero deixar privada e publicamente claro que nenhuma responsabilidade me pode ser assacada relativamente aos 10.000 endemoninhados que por aqui passaram (sim, eu sou suficientemente naif para acreditar que vieram 10.000 imprudentes só porque o Site Meter o refere). Mas o motivo deste poste é tão-somente desresponsabilizar-me por este número. Na parte que me toca sempre procurei afugentar estes sem-abrigo da blogosfera, dizimando-os à sua insignificância, molestando-os psicologicamente, ou pura e simplesmente chamando-lhes nomes com um elevado grau de fealdade. Sempre fiz uso do entorpecimento das minhas faculdades intelectuais, da minha ignorância, da minha imperícia!


Aqui chegado, sou forçado a chegar a uma de três conclusões: foram os meus colegas de prato. Sem querer criar bodes expiatórios (até porque os bodes mais facilmente marram que deixam de piar), aposto no JMP. Acusar-me-ão de falso testemunho, mas eu defendo-me. Tenho carta profissional de testemunha, número 123412, emitida em Lisboa pelo Arquivo de Identificação das Testemunhas de Jeová.


E porquê o JMP? E porque não, rebato eu? Se me perguntarem porque rebato, eu respondo. Primeiro, porque gosto mais de conduzir com o banco nesta posição. Quinto, porque ele, com a qualidade do seu silêncio, faz deste prato mel para ursos (reparem como até neste texto insulto os visitantes - ursos - ao mesmo tempo que nos unto de qualidade - mel). O silêncio do JMP eleva a curiosidade dos visitantes. Eu li no 24 Horas que já se fazem apostas relativamente ao ano do próximo poste de JMP. O JMP é aquele puto estúpido do liceu que não falava, dava ares de misterioso e tinha as miúdas todas atrás. Fenómeno estranho este!


Não me parece bem, todavia, deixar de fora o Ze_Halcon. É alguém com bom fundo mas que pela qualidade do que escreve fomenta a visita. Ora, a visita é dispensável, é até condenável. Fazer sala é uma das maiores secas da vida mas Ze_Halcon não perde uma oportunidade. E eu que (v)os ature. Francamente! Não é que o Ze_Halcon escreva como se o Bill Gates fosse desligar a ficha da Internet daqui a umas horas, mas como escreve uns remoques bem esgalhados, o contador de visitas ressente-se e desgosta-me. Ze_Halcon, toma tino, nem que seja só antes das refeições, tipo antibiótico.


Penso que ficou bem claro que, em caso de qualquer processo movido contra este prato (inclusive kafkianos), deverão dirigir-se aos dois coleguinhas de turma e não aqui ao inocente, singelo e isento de malícia AMAFAS.

Tenho dito (isto a quem me pergunta)!

Fim-de-semana grande

Os funcionários públicos marcaram uma greve para dia 15 de Julho de 2005. Coincidência: sexta-feira. Quero deixar uma mensagem aos meus amigos da função pública:

À mulher de César não basta ser séria, também convém marcar greves a meio da semana!

Este conselho apenas faz sentido porque os funcionários públicos são acusados de não gostarem de trabalhar (ou trabalharem pouco - bem sei que alguns fazem finca-pé nessa importante distinção). Estão a comportar-se tal qual o Michael Jackson quando foi acusado anteriormente de pedofilia. Disse que estava inocente, mas não deixou de colocar companhia menor no seu leito. O paralelo é evidente. Os funcionérios públicos são acusados de falta de esforço e dedicação e quando marcam uma greve, escolhem inadvertidamente uma sexta-feira. Claro que não passa pela cabeça de ninguém que o facto de ser Verão tenha influenciado a escolha da data.

A verdade é que vi imensas bandeiras da UGT e da CGTP na praia, a servirem de tapa-vento e/ou toldo. Não percebi porquê e lá fui atacar a bolacha americana e a bola de berlim. Também me fez confusão o ar acabrunhado destas pessoas na praia. Eles bem tentavam disfarçar, mas os sorrisos saiam amarelos, a folia era forçada, os mergulhos saíam chapões, o jogo das raquetes era encarado de forma displicente, o freesbee saía sempre torto, a toalha estava sempre com areia, a cabidela entornava na geleira, etc. A alegria não estava lá. A cabeça destas pessoas estava no emprego (não confundir com trabalho) e numa demonstração de coerência, raras vezes vista em Portugal, às 5 horas da tarde, a praia estava deserta. Fenomenal, extraordinário! O Homem é mesmo um animal de hábitos.

Só mais uma informação: amigos, não é proibido fazer greve numa quarta-feira chuvosa. Não sou eu que digo, são os entendidos...

Friday, July 15, 2005

Está calor em Madrid!

(num qualquer local onde se esteja à espera de alguma coisa; por exemplo: numa pecuária, na sede do ICAM, na vistoria da arrecadação, etc)

-Desculpe, estou a incomodar?

-Não, não. Diga!

-Sabe, ouvi dizer que amanhã, Madrid terá 42 graus, já viu? Em Lisboa, apenas 28. Para nós é bom, mas os espanhóis vão assar! Eu também já passei por muito calor. Vivia em casa de um casal amigo, sabe?

-Sim, sim!

-Pessoas impecáveis! O marido era funcionário dos Correios. Os Correios nessa altura tinham outro estatuto. Era uma boa casa. Era uma jóia de homem! Tratava muito bem a minha amiga. Eu conheci-a aos 9 anos. Quer dizer, eu tinha 9, ela tinha 12. Era um pouco mais velha e eu admirava-a porque podia fazer coisas que eu ainda não podia, tipo malha. A partir daí foi uma amizade até hoje. Mas hoje, mal nos vemos. Vicissitudes de viver numa cidade grande. Mas o que eu gostei de morar com eles... Nem imagina. A minha amiga fazia renda durante a tarde. Eu, por outro lado, nunca tive muito jeito de mãos. Sempre bati contra tudo: móveis, portas... Mas para compensar tinha tanto jeito para escrever... Muito escrevia eu! Era em tudo o que pudesse: guardanapos, papel para embrulhar as compras, aquele castanho, sabe qual é?

-Claro.

- Hoje, já praticamente não se vê desse papel. Eu fazia fatos de Carnaval com esse papel. E que fatos! Ganhei 3 concursos de melhor máscara. Uma das vezes fui de Cleópatra. Estava maravilhosa. Inspirei-me na Elisabeth Taylor. Adorava os filmes dela. A propósito, e a amizade dela com o cinzento, já viu?

-Hã?

-Com o preto-branco! O Michael Jackson! Que pouca vergonha... Eu não sei se ele abusou das criancinhas, mas que não é bom da cabeça, não é! Ele tem ar de drógado. Na volta drunfa-se e nós para aqui a achar que não! Drogas não, mas os meus comprimidos já ninguém me pode tirar. Não vivo sem eles! Veja lá, no outro dia fui ao médico, o Dr. Teutibério Parcimónia, boa pessoa (é primo de um amigo do meu marido). O Dr. escolheu medicina para ajudar os outros, mas além disso sempre foi um exímio jogador de carica. Foi campeão quando era novo. A relação é através desse amigo do meu marido. É engenheiro, salvo erro. Agora de quê, é que eu não me lembro. Será de máquinas? Não interessa. O homem também sempre foi estúpido. E todos os dias! Sempre com umas trombas. E com um primo tão simpático, já viu? E peneirento. Uii! Até a andar é peneirento! Parece que lhe enfiaram um cabo de vassoura pelo... Mas isto vinha a propósito de outra conversa. Qualquer coisa de Madrid, não era?

-Pois... hrum... já não me lembro. Não me lembro mesmo. Boa tarde. É que não me lembro mesmo, desculpe. Prazer conhecê-la!

Friday, July 08, 2005

Estás Fido Dido!

MM Carrilho tem o mesmo consultor de imagem que Pedro Santana Lopes tinha por ocasião das das Legislativas antecipadas. Algumas pessoas não querem aprender com os erros dos outros, mas enfim... Por estranho que pareça, não é de política que venho escrever mas, sim de publicidade.


Já alguém reparou como se tornou ridículo o Fido Dido? Com o passar dos anos o boneco perdeu toda e qualquer piada. O tipo cool e surfista é uma fórmula gasta. O Fido Dido tornou-se um boneco estupidificante. Será que ser estúpido é a nova moda? Alguém acredita que um jovem (com pelo menos 10 dedos dos pés intactos) vê aquela publicidade e pensa:


Epá, que boneco mais estúpido! Vou já a correr comprar Pirolito, bebê-lo e ficar ainda mais estúpido do que já sou!


Vendo assim as coisas, começo a acreditar que é possível!


Lá por casa, logo que o Fido aparece na televisão, a estação infractora sofre uma penalização de 57 minutos (valor calculado numa base estatística rigorosa, complexa, arrumada e perfeitinha; mais ou menos como os relatórios do Banco de Portugal). O boneco do Pirolito poderia, deveria evoluir. Se os Pokemons e os Digimons evoluem, porque não evolui este traste? Poderia arranjar uma namorada (Elsa Raposo é uma boa aposta; quando não tem, inventa disponibilidade), um emprego, um apartamento, um carro, um corte de cabelo decente (para concretizar estas 4 evoluções facilitaria conhecer alguém no Partido Socialista). Porque não ganhar uma corzita? Onde é que já se viu um boneco, em pleno século XXI, branco delineado a preto? É xenofobia da pior espécie; os nacionalistas também são gente! Para quando uma visita ao Augustus?


Mas aquele boneco tem algo que ainda hoje me fascina. Como é que ele, passando tanto tempo na praia, tem a tez tão alva? Nem um escaldão à bife aquela criatura sofreu?! Mas que protector de fórmula desconhecida usa Fido Dido? É, sem dúvida, uma questão pertinente! Será gótico? Sendo gótico, aquele penteado será falta de carências afectivas, presentemente hoje? Não interessa! O que importa é que ele tem de começar a descontar como o resto dos mortais, que a vida não é andar despenteado na praia, enquanto os outros trabalham, no máximo, até às 5h da tarde!


Outras marcas que já despachavam ícones desgastados: os coelhones da Nesquik, Duracell e Partido Socialista; o condutor do Bimbo; a Marta da OK Tele-Seguro; o Michael Jackson da Casa Pia; e o Alberto João Jardim do Chapitô!


Aprender com quem sabe: Carmona Rodrigues escolheu o casal MM Carrilho e Babá Guimarães para o ajudarem a vencer as eleições à CML. O casal tem feito o melhor que pode e a escolha de Carmona está a mostrar-se acertada!


PS: Este poste é dedicado à minha namorada. Sem ela não teria sido capaz de alcançar que o corte de cabelo do Fido Dido já não está na moda, e que seria conveniente eu deixar de imitá-lo!

And now, something just a little bit different

A NASA fez colidir um projéctil contra o núcleo de um cometa. É possível observar, a partir desse momento, o interior do mesmo. O que não se podia prever era o que acabaria por ser encontrado no cerne do cometa. No momento que a sonda Deep Impact enviou as primeiras imagens para o JPL (Laboratório de Propulsão a Jacto) da NASA, os cientistas não queriam crer. Vários testes oftalmológicos foram efectuados de imediato. Soro fisiológico e colírios esgotaram nas farmácias em redor.

No núcleo do cometa era possível ver Fátima Felgueiras e o Padre Frederico. Ambos bebiam um chopinho e a conversa parecia animada. As autoridades portuguesas foram imediatamente informadas e a PJ estuda a possibilidade de resgatar os dois fugitivos, uma vez que já não se encontram em solo brasileiro (a não ser que o Lula, com o mensalão tenha comprado o calhau)!

Mariano Gago (Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), quer liderar uma expedição de resgate ao cometa, ao mais puro estilo Comandante Koenig do saudoso Espaço 1999! Os americanos não se encontram suficientemente crentes na concretização da expedição, uma vez que os encargos financeiros são tremendos. O Ministro garantiu que Campos e Cunha e Victor Constâncio elaborariam um caderno de encargos e que Portugal pagaria tudo, até ao último dólar. A NASA ainda não reagiu a esta proposta portuguesa, porque num comunicado oficial da empresa espacial, os seus contabilistas ainda não conseguiram para de rir!

Não me lixem!

Nino Vieira pode voltar a comandar os destinos da Guiné-Bissau. Avelino Ferreira Torres ganha no Marco, Isaltino em Oeiras, Valentim em Gondomar e Fátima de Felgueiras, se lá fosse, ganhava também!

Pela lógica, pergunto:

Santana Lopes pode voltar a ser Primeiro-Ministro cá do burgo?

A hipótese

Acredito piamente que a única forma de Manuel Maria Carrilho vencer as eleições para a CML é ser constituído arguido num qualquer processo de branqueamento de capitais e sacos azuis e contas na Suíça. Mas tudo junto, senão não se safa!

Não percebi!

Londres, Paris, Madrid, Nova Iorque, Moscovo;
Londres, Paris, Madrid, Nova Iorque;
Londres, Paris, Madrid;
Londres, Paris;
Londres, Paris;
Londres, Paris;
Londres, Paris;
LONDRES!!!!!!!

Fiquei na dúvida... Isto era uma competição para saber quem ficava com os Jogos Olímpicos ou com o ataque terrorista?

PS1: Corre o boato que foram vistos parisienses fulos, em Londres, com mochilas que faziam tic-tac, tic-tac, tic-tac...

PS2: A propósito, da cimeira das Lajes já só faltamos nós...

Soneto de Al Berto João Jardim

Shop-suei de Caril

De Flores e Lojas estou pelos cabelos,
Porque sou déspota no feudo da Madeira.
Todos sabem, adoro uma bebedeira,
Mas chineses e indianos, nem vê-los.

O Pedro Choi é amarelo,
O Narana Coissoró é monhé,
O caril cheira a chulé,
Acupunctura, vai tu fazê-lo.

Sou folião sem par no Carnaval,
Os "bastardos" madeirenses piam fininho,
Os cubanos deviam estar no Tarrafal,

Portugal sem mim é uma seca,
Vou dizendo merda de mansinho,
Já volto, vou pedir outra bejeca!


Al Berto João Jardim

Tuesday, July 05, 2005

Post teatral

Porque não me perdoaria a mim mesmo se não divulgasse aqui:

O MONTA-CARGAS

LOCAL
Lisboa, Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul - Av. D.Carlos I, 61 - 1º, 213973471

HORARIOS
De 24-06-2005 a 23-07-2005: Sexta e sábado às 22h00

ACTOR/ES
Miguel Santos, Filipe Lourenço

AUTOR/ES
Harold Pinter

ENCENADOR/ES
Élio Coelho Luís

GRUPO/S
Teatro altaCena
E, sobretudo, porque, surpresa das surpresas, a estreia fez-me perder um episódio absolutamente essencial da telenovela "Ninguém como tu" e não dei nada por mal gasta a noite!!!!!

Saturday, July 02, 2005

Paradoxo das Janelas

Mete-me espécie (adoro esta expressão) que para "Encerrar" o computador tenhamos anteriormente que carregar no botão "Iniciar"! Mais uma daquelas questões que não me deixam dormir. Bem sei que temos o ALT-F4 ou o bem-aventurado CTRL-ALT-DEL, mas não queria enveredar por atalhos numa questão tão pertinente. O que me aflige é que o caminho normal proposto pelo Sr. Windows seja um paradoxo. E que paradoxo! Poderemos estar até perante o Paradoxo da Vida: Iniciar para Encerrar (o António Damásio deve-se estar a roer todo por não se ter lembrado disto antes)!

Não sendo o Windows paradoxal no seu todo, não é de prever que o Sr. Windows nos quisesse colocar um paradoxo no momento mais fulcral da utilização da sua obra. Estariamos portanto, perante um erro. E é este erro que me leva a discordar daqueles que defendem que "os computadores têm sempre razão". Se pode ser verdade que para se fechar algo terá primeiro que se abrir, já não o será se depois de aberto, se tiver de abrir novamente para fechar. Estamos perante uma falácia monumental e básica.

O Sr. (ou Dr., não sei qual o seu grau de formação) Windows já por diversas vezes actualizou, melhorou e facilitou a sua obra. Foi o 3.1, foi o 95, o 98, o Millenium, o XP; e olhos para verem este problema nada? Por amor de Gates! Não percebo porque algo tão primário pode fugir a brilhantes mentes. É impressão minha ou estamos perante uma das maiores falhas idiossincráticas do mundo moderno? Não é possível iniciar, iniciar, iniciar e depois encerrar! Não, não vou dissertar sobre aspectos semânticos, mas o Sr. Windows é um nabo (ou pudão, para os mais rebeldes)!

A minha sugestão é colocar um qualquer ícone no Ambiente de Trabalho de modo a Encerrar directamente o computador. Desta forma, milhares de utilizadores sentir-se-iam mais protegidos e folgados, e eu poderia ganhar a próxima edição do Prémio Princípe das Astúcias (ou Astúrias, nunca me lembro do nome...).

PS: Não aprendi a palavra paradoxo hoje, embora possa parecer. Foi ontem, enquanto via o Fiel ou Infiel!!

Forwards

Imagine o que seria abrir a sua caixa postal electrónica e só encontrar e-mails de trabalho, de amigos (realmente escritos por eles – vulgo, não-forwords) e newsletters (porque nestas a culpa é inteiramente sua). Era a paraíso da virtualidade. Nos dias que correm seria o nirvana do binário (mas sempre incompleto, porque o Kurt já não está entre nós). Mas, algo estaria errado. Estaríamos, então, perante uma de duas situações:

-está a imaginar como lhe pedi, ou

-não tem “amigos”.

Este “amigos” refere-se àquele tipo que falou consigo uma vez na vida, num chat, quando se fez passar por miúda, só para ter o gosto de o fazer passar por pudão. Não estamos, por conseguinte, a falar dos verdadeiros amigos. Aqueles a quem conta que a gonorreia teima em não desaparecer, ou que todas as suas namoradas passaram a ser lésbicas depois da primeira noite de sexo consigo, ou, se for muito estúpido, que pensa seriamente visitar o Mestre Karade-Kuá Pai-Zana, porque está com zona na gaita!.

Antes de continuar, uma nota prévia. Alerto os que não são tocados pelo recebimento de forwards; algo vai mal na vossa vida. Toda e qualquer pessoa já esteve numa mailling list de alguém. Receber forwards é mau, mas é sinal que estamos vivos e que temos amigos (na pior das hipóteses, temos pudões). Se não recebe e-mails do pudão, não pode esperar receber de mais ninguém! Dê-se a conhecer, por favor.


Continuando directamente para os tipos de forwards que nos atacam diariamente, temos dos mais diversos e variados géneros.

O religioso

[slide 1] – Esta história é verdadeira!
[slide 2] – A Rita é muito pobre e mal tem dinheiro para comer!
[slide 3] – Em 2000, a Rita só tinha 1 dente.
[slide 4] – Graças a esta corrente, a Rita já tem cerca de 27.
[slide 5] – E com tendência para aumentar.
[slide 6] – Estamos perante um milagre electrónico!
[slide 7] – Envie este e-mail para 7 pessoas, no espaço máximo de 8,23 minutos.
[slide 8] – Se não enviar, não terá sexo de qualquer género durante 7 anos (incluindo sexo mau, masturbação e até os animais olharão para si com desdém).
[slide 9] – Reze para aí uns 2 Pais-Marias e 1 Avés-Nosso, que é capaz de ajudar, mas não é obrigatório.

A informação que não vinha não vinha no e-mail: A Rita é conhecida por Ritinha e nasceu em Abril de 2000!

Os forwards religiosos não me deixam dormir descansado. E porquê? Porque nunca me deparei com forwards de outras religiões! Qual será a punição para quem não reenviar os e-mails muçulmanos? Deixam de ter as 70 virgens quando morrerem? E os Amish? Passam a ser sedentários, vivem em apartamentos e sucumbem a cortes de cabelo convencionais? Tudo isto me provoca insónias!


O piadeiro

[slide 1] – Os guarda-redes Quim, Ricardo e Vítor Baia, juntaram-se e compraram a franquia de uma marca muito em voga (não confundir com o rio – ui que já estou imparável).
[slide 2] – Vão abrir um estabelecimento cada um. Um no Dragão; outro no Alvalade XXI; e outro ainda na Luz.
[slide 3] – Prepara-te, pois vais ter uma apendicite de tanto rir quando souberes o nome do estabelecimento!
[slide 4] – Ai que eu já não aguento! AH, AH, AH!
[slide 5] – Ui, a minha barriguinha! EH, EH, EH (riso alarve)!
[slide 6] – Aqui vai:
[slide 7] – AMO-TE FRANGO! HI, HI, HI; ai que já esguichei um pinguinho!
[slide 8] – Se não enviares imediatamente isto a todas as pessoas que conheces, vai-te acontecer isto: as tuas unhas dos pés transformar-se-ão em dentes e os teus dentes transformar-se-ão em referendos à constituição Europeia; o teu cabelo ficará igual ao do Presidente do Clube de Felgueiras e do teu nariz emanarão confettis, três vezes ao dia!

O animalesco

[slide 1] – Encontrei uma ninhada de 69 pastores-moçambicanos!
[slide 2] – (fotos de cães)
[slide 3] – Como vivo num apartamento de 45 m² não tenho espaço para criá-los!
[slide 4] – (fotos de cães)
[slide 5] – Só não dou os canitos porque aumentou o IVA para 21% e a ração está cara.
[slide 6] – (fotos de cães)
[slide 7] – Para me contactar, telefone para o snack-bar “Calote” (vem nas Páginas Amarelas), e peça para falar com o Fraude.
[slide 8] – Se não reenviar isto a 15 pessoas, vou a sua casa e rebento-o todo!
[slide 9] – Obrigado.

Estes forwards, aludem claramente à bestialidade. Qualquer pessoa, por mais que nunca tenha pensado nisso, começa logo a pensar em violar animaizitos indefesos. É a lei da vida. E o número 69? Nunca foi um número puro. Todos sabemos que provoca o desejo, no momento em que é visto, ouvido ou pronunciado. Tarados!
Acho que tenho de deixar de passar os dias na Feira do Sexo! Acho que é melhor...

E por fim, um clássico:

O que detesta Funcionários Públicos mas elaborou este forward em horário de expediente

[slide 1] – Tenho aqui imagens d@s 100 melhores modelos e tod@s nu(a)s!
[slide 2] – Queres ver? Olha que não são anões, nem estropiad@s! São mesmo do melhor!
[slide 3] – Tens certeza?
[slide 4] – Olha que vais ficar tod@ maluc@!!!
[slide 5] – Carrega no SIM!
[slide 6] – Já vi que trabalhar não é contigo! VAI TRABALHAR MALANDR@!!!!

Este último forward tem a simpatia de não nos “obrigar” a reenviar para todos os nossos contactos sob pena de ficarmos ciciosos, ou que o aroma que emana das extremidades dos membros inferiores se estendesse ao resto do nosso corpo, ou até que a TVCABO faça uma inspecção surpresa a nossa casa e descubra as boxs piratas que temos em todas as divisões do chalé! Mas mesmo assim é muito desagradável ter estes pudões a chatear-nos todos os dias.

Mas e se nada disso aparecesse na nossa caixa postal electrónica? Se nada disso aparecesse na caixa postal electrónica de cada um de nós o absentismo seria muito maior, as taxas de consulta de pornografia no local de trabalho triplicariam e as gargalhadas alarves só fariam sentido quando alguém traz papel higiénico nas calças ou quando a secretária se lembra que é paga para trabalhar e não para devorar revistas ao mesmo tempo que tenta bater o recorde de paciência no computador! Os forwards são, por assim dizer, a terapia de quem não tem capacidade monetária de visitar um psicólogo (ou psiquiatra; depende da gravidade do problema)!

Só mais uma coisa. Nos intervalos dos forwards, trabalhem um bocadinho porque isto está mesmo mal. Qualquer dia aparece o Sócrates a dizer que se não pagarmos impostos crescem-nos chifres nos joelhos, somos sodomizados por um papa-formigas e o Tino de Rans é o candidato do PS à Presidência da República.

PS (não o citado anteriormente): Como devem ter reparado a dada altura, este poste, bebeu da nova influência Bloquista: a arroba (@). É um item a explorar (ou então não) e nenhuma decisão foi ainda tomada. Pode-se designar por experiência, porque não pretendo repeti-la (afinal já tomei uma decisão)!