Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Tuesday, May 03, 2005

Folhetim das autárquicas

Primeiro foi Moita Flores. Vai por Santarém! Vai pelo PSD - como independente, apesar de simpatizar com a esquerda! Flores pretende "Libertar Santarém"! Flores é candidato porque não precisa de ser presidente de qualquer câmara. E eu acrescento: eu respiro porque não preciso de viver. Aí está! Percebo agora porque escapam tantos criminosos em Portugal. Pois quando a premissa nada tem a ver com a conclusão, a falácia acaba por ser total. Já percebemos que não servia para criminologista, pode ser que se aproveite melhor como Presidente da Câmara, senão Moita(-carrasco)!

Depois veio Isaltino. Confusão. Marques Mendes ofereceu-lhe qualquer Câmara onde o PSD não estivesse no poder. Isaltino rejeitou. Quer Oeiras. Marques Mendes levou como afronta; diz ser uma candidatura contra o partido. Isaltino já pensa candidatar-se a todas as Câmaras do país! Pois se existia disponibilidade para Isaltino escolher, ele escolherá todas e Oeiras. Não se deve tirar o chupa a uma criança e esperar que ela fique impávida e serena, certo? Embora a imagem de Isaltino de fraldas e roca não seja muito agradável (onde é que já se viu um bebé de pêra e conta na Suíça)...

Por fim Cláudio Ramos. Quer ser Presidente de Junta de Vila Boim. Tem tanto de não-notícia (farto-me de usar novilingua nos postes) como de caricato. É a parte de não-notícia que me faz partilhá-la. Segundo o ... (aqui deveria aparecer a profissão do senhor - será? -, mas desconheço as funções destes parasitas no ecossistema), O meu sonho não é ser político, mas colocar Vila Boim no mapa. Começo a encontrar umas analogias com Moita Flores. Isto começa a ter semelhanças com um filme de terror, em vez de uma tirada cómica. Continuando: Sou honesto, verdadeiro e muito grato a quem me ajuda. O discurso é próprio de quem é já o vencedor. Já pisca o olho a uma gratificação ou a um apartamentozito. Há elementos do Juventude Atlético de Vila Boim que não dispensaria de ter a meu lado. Aqui no Profi Trolls comenta-se que, não sendo surpresa, Cláudio Ramos mostra imaginação; de lado não é qualquer um. É preciso cativar os jovens que vivem cá. Eu não sei qual a orientação sexual da juventude Boiense, mas a menos que queiram transformar esta vila numa São Francisco portuguesa, eu não me atrevia a votar no Sr. Ramos (Alberto João, não te esquecemos).

Cláudio Ramos sente tanta necessidade de aparecer na televisão e jornais, que qualquer dia vem dizer para a televisão que é pedófilo, só para ser preso e poderem falar dele todos os dias durante um mês, ou mais.

4 comments:

garfanho said...

excelentes posts - este e o de cima - engraçados, bem escritos, com várias referências bem colocadas.
Só a de Orwell é que acho deslocada, pode ser novilingua, é possível (é mesmo), mas ao caso adequava-se melhor qualquer citação do Triunfo dos Porcos.

JMP said...

Essa do "este e o de cima", só para não haver confusões, doeu! Não se faz, pá! Entro neste momento de birra e abstenho-me de postar nas próximas duas horas. Quem sou eu? Oh... a dor!!

AMAFAS said...

Vicissitudes de quem acabou de ler o 1984 (depois de 2 anos a faltarem 30 páginas), e já leu o Triunfo vão uns anitos.

Mas mesmo assim não vejo a incoerência... Mas eu vejo um bocado mal. Costumava ser mais ao longe, mas se calhar já me ataca ao perto também... E tu tens ido ao oftalmologista?

Hehehe

JMP: Perdoa-lhes, eles não sabem o que dizem!

JMP said...

Ainda há gente boa! Obrigado meu povo! Medalhas para todos! De volta em força! Vamos ser Campeões!

P.S. Confesso que ainda não li o '84 mas tive a sorte de ler o Triunfo em 3 idades (9, 13 e 20). 3 livros diferentes!