Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Monday, January 23, 2006

A Entrevista Possível com... Presidente Honesto




Nome Completo: Ernesto da Silva e Espinhaço Honesto.
Idade: 35 anos e meio.
Naturalidade: Nasceu em Moura, Alentejo.
Profissão: Desempregado, trabalhou toda a vida como cozinheiro em Tascas, especialista na confecção de Picapau.
Estado Civil: Casado aos 16 anos, mas a mulher fugiu para o Canadá um ano depois, onde ainda vive numa relação ilícita com um membro da Guarda Montada Canadiana. Procura uma Primeira-Dama, portanto.
Hobbies: Futsal e Matraquilhos, é fã das duas modalidades.
Características particulares: espirra ao pé de pessoas desonestas.
Livros Favoritos: A Peregrinação e Doze Meses de Cozinha.
Prato Favorito: Cozido à Portuguesa



- O que o levou a candidatar-se?

Eu neste momento sou um cozinheiro desempregado e pensei que seria interessante enveredar por uma nova carreira. Presidente parece-me bem. Cozinhar em tascas infelizmente é uma nobre arte que se está a perder. Aproveito para apelar aos portugueses para comerem em tascas e não só em restaurantes da moda. Fui visitar o Palácio de Belém e achei aquelas salas muito arejadas e óptimas para fazer umas festas ou patuscadas. Planeio mudar-me o mais depressa possível. Posso acrescentar que nutro um especial afecto pela Sala Dourada, mas sem nenhuma razão aparentemente lógica ou mesmo fisiológica.


- Pondera fazer uso da Bomba Atómica (dissolver a A.R.) caso tenha uma espongivite, magipose ou gases, e o Primeiro-Ministro não faça tensão de o ajudar?


Eu não percebo muito de gases, mas nunca digo que não a uma boa mostarda num belo prego ou bifana. Quanto ao Primeiro-Ministro não o conheço pessoalmente mas, para ser honesto, não penso convidá-lo para as festas do Palácio de Belém. Ele já deve ter muito que fazer e não se pode distrair com regabofes. Dissolver a assembleia seria provavelmente a atitude mais honesta a tomar e, se tiver tempo, será uma das minhas poucas medidas bombásticas, uma vez que sempre fui uma pessoa discreta e foram raras as cozinhas que pegaram fogo por minha causa.


- Em que medida se sente apoiado por um partido, um inteiro ou outra coisa qualquer?


Eu sou apoiado essencialmente pela minha honestidade, pelo meu bigode hirsuto e por uma pequena comissão de apoio, das quais posso destacar o Mandatário Pica-Pau, o Mandatário Jola, o Mandatário Tremoço e a Mandatária Sardinha, figuras incansáveis na tarefa de pôr esta campanha de pé. Remeto os meus apoiantes e possíveis seguidores para uma espécie de manifesto que se encontra no meu blog intitulado "A importância de ter bigode" – onde poderão perceber que o meu propósito final é dar bigode aos outros concorrentes enquanto me rio nas suas barbas.


- Caso tenha poderes para tal, pondera vender a Madeira? E os Açores? E o Continente?


A Madeira já não é nossa há muito tempo! Tal como Olivença. Que pergunta?!? Os Açores deveriam ser comprados de volta aos norte-americanos. Quanto ao Continente não gosto do novo símbolo, deve ter sido comprado ou pela Vodafone ou pela Coca-Cola para fazerem a publicidade toda a vermelho. Honestamente prefiro o amarelo. Mas se fizessem perguntas de jeito e me perguntassem por Portugal, aí diria que Portugal deveria ser dos portugueses! E dos chineses! E dos indianos! E dos moçambicanos! E dos ucranianos! E dos angolanos! E até mesmo dos espanhóis! Portugal deveria ser do mundo. Isto, claro desde que ninguém meta o dedo no nosso pica-pau, cozido à portuguesa e queijo de Nisa, entre outras instituições lusas que não podem seguir regras europeias nem medidas de higiene descaracterizadoras.


- Coloca a hipótese de o poder lhe subir à cabeça (ou a outros locais à sua escolha)?


O poder nunca me subirá a lado nenhum, porque a única coisa que eu quero é fazer Portugal descer à terra. Eu e o meu bigode homenageamos os heróis tesos e honestos da primeira república, homens que não tinham pejo nenhum em dar umas bengaladas correctivas nos mais desonestos e desonrados. Um costume que aliás gostaria de voltar a implementar na sociedade portuguesa, especialmente entre os políticos e os economistas profissionais deste país.

- Já conhecia o Profi Trolls?

Nunca gostei muito de sobremesas estrangeiras, mas aprecio o serviço público que encetaram neste espaço. Pessoalmente prefiro licor de abrunhos ou uma bebinca.

O Presidente Honesto agradece a vossa atenção e pede desculpa pela demora na resposta, mas esteve recolhido com familiares e amigos no Natal e passagem de ano mourenses e ambos exigem muito de uma pessoa.

Um ano farfalhudo é o que vos desejo



Nota de Redacção: Esta entrevista foi respondida pelo Presidente Honesto, himself! Não existiu aqui dedo do Profi Trolls. O seu a seu dono. Queremos agradecer a resposta ao nosso email que indagava quanto à disponibilidade de responder às fatídicas seis perguntas. A colocação temporal "desadequada" é da nossa responsabilidade e pedimos desde já algumas desculpas. O resto fica para depois. Um grande saravá, daqui para lá!

3 comments:

ximita luduvina said...

acho bem que exista alguem honesto, e acho mesmo bem que portugal seja de todos aliás já o é, mas pronto, promenores à parte acho que temos mesmo é de trazer de volta o bigode, isso sim, só o facto do doutorado em Pica-Pau Ernesto da Silva ter um, já fica a ganhar pontos da minha parte. Ora voltemos atrás no tempo e vejamos qual era o nosso bastião, o nosso baluarte, a nossa marca de imagem? Nada mais, nada menos que o nosso querido bigode, estatelado tanto em fronha masculina, como em fronha feminina, isso sim, uma caracteristica que deve ser mantida e levada mais além, porque observem comigo, hj em dia, onde param os taxistas de bigode, as peixeiras de bigode, mais ainda: os treinadores de bigode; temos um brasileiro com bigode cá, e um português na Inglaterra sem o dito cujo, não pode ser, o bigode tem de ser levado ao extremo se preciso, isto claro, para além do cozido à portuguesa e do bacalhau à Zé do Pipo! ... mas pronto isto já é musica a mais, e como diz o outro vira o disco e toca o mesmo, por isso... fikem bem e jokas a familia LOL****

Kiau Liang said...

As minhas preces foram ouvidas........bom nem todas, lá vamos ter um presidente que é o macho das cavacas, que não sabe comer bolo rei. Enfim mas pelo menos o vosso estaminé está de volta!!!!!!

stillforty said...

Ainda bem que voltaram. A entrevista foi bem conduzida, claro que a ignorãncia do tipo é inacreditàvel:; não saber quem são os profi trolls. A mim nunca me enganou!

Quando tiver novo blog vos direi.;) :)
Pistas1: coração
Pistas2: Amor
Pistas3: Acreditar
Beijos