Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Tuesday, May 02, 2006

A primeira vez

Estive este fim de semana num casamento, em cuja cerimónia religiosa o padre - amigo dos nubentes e relativamente jovem, por sinal - gracejava com o facto de ser, quer para ele, quer para os noivos, a sua primeira vez.

Não quero ser mauzinho mas desde logo topei a léguas que, ao contrário dos agora marido e mulher, ele tinha um ar muito virginal...

7 comments:

oalcoviteiro said...

mudam-se os tempos...b'tarde, abraço.

Carla Luis said...

Ou então não, e todo esse ar não passava de "obra e graça do divino espírito santo"! (sem banco...)

But... oh my god, quem é que se casou agora???!!

AMAFAS said...

E olhava para as crianças com ar de Jorge Ritto?

Marta said...

Não foi por acaso em Coimbra ou em Mafra o casamento não?

Querem lá ver que...

M.

Ze_Halcon said...

C.:

não te preocupes, do pessoal aqui do blog ainda ninguem caiu na armadilha mortal, ainda que o JMP e o AMAFAS já por mais de uma vez tenham atravessado a fronteira com essa intenção

M.:

O casamento de Mafra foi bom, o de Coimbra foi mais fraquinho, faltou ali qualquer coisa, talvez uma corzinha nas hóstias. Mas este casamento a que me refiro foi mesmo em Lisboa

Marta said...

Muito bem.

Independentemente das hóstias realmente deslavadas, a corda de navio foi uma boa analogia.

E último acto - catching the buquet - teve a sua piada. Parecia cena de Sex & the City. :)

Marta said...

bouquet*