Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Friday, April 29, 2005

Faz atenção, D. Zara!

José Sócrates apresentou hoje, na Assembleia da República, "seis medidas práticas" para combater a morosidade e os estrangulamentos na Justiça.
E, ao contrário do que muitos pensavam, as "seis medidas práticas" não são as medidas do pronto a vestir: XS, S, M, L, XL e "só serve ao Jô Soares", respectivamente.
Na verdade, e ao que se sabe, as medidas são outras e foram apresentadas pessoalmente a todos os srs. deputados presentes na sessão de hoje da AR, respectivos chefes de gabinete, funcionários parlamentares e demais staff com beijinhos e cumprimentos, posto que foi excluído por este governo o já tradicional beija-mão.
Algumas reacções que foi possível obter:
Nuno da Câmara Pereira: as seis medidas são, na verdade, muito simpáticas e até deveras atraentes. Pena que eu seja casado e muito conservador e moralista, o que sempre me impediu de dar um pulo para fora da cerca, salvo aquelas noites loucas no Elefante Branco, mas isso não vale para estas contas...
Odete Santos: Não gostei, de todo. Aquele ar demasiado emproado e até neo-capitalista não me inculca grandes esperanças quanto ao seu desempenho e resultados. Por outro lado, reparei que traziam nos pés sapatos do "Calçado Guimarães", onde tantas crianças em idade escolar trabalham como verdadeiros adultos. E acho que está tudo dito...
Telmo Correia: Bem, sempre é melhor perder para o Ribeiro e Castro que para o Matos Chaves. De qualquer das formas, acabei por não ficar para a sessão, fui ao cabeleireiro do Centro Comercial da Mouraria dar um jeito ao cabelo. Ficou bem este frisadinho "lá das colónia", não?
Francisco Louçã: As medidas são populistas, demagógicas, fáceis, e de conteúdo pseudo-puritano questionável. Não concordo com elas. Aliás, entendo que este governo não tem legitimidade para falar de medidas práticas se não tem nenhuma em casa nem gerou uma vida humana. Que não gerou, refira-se.
Manuel Alegre: Parece-me óbvia a necessidade conjuntural de adoptá-las as seis. Aliás, já dizia o poeta, que até sou eu:

outro é o tempo
outra a medida [prática, como é óbvio]


tão grande a página
tão curta a escrita


entre o achigã e a perdiz
entre chaparro e choupo


tanto país
e tão pouco

No comments: