Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Wednesday, February 02, 2005

BOATOS

Esta pré-campanha eleitoral tem sido marcada por inúmeras insinuações, boatos, rumores, "disse que disse", "disse que não disse", etc...

Para elevar o nível da discussão política, que o país bem precisa e merece, profitrolls deixa aqui as conclusões únicas e verdadeiras sobre a vida privada dos principais candidatos e demais actores políticos:


Pedro Santana Lopes: é gay. Todos se lembram com que grupo se davam os gays por volta do 5º ano de escolaridade. Com as meninas, pois claro. Imaginem um jantar com 1000 mulheres e não é preciso dizer mais...

José Sócrates: é gay. Toda a gente diz que é gay, ainda que circulem, paralelamente, cerca de 20 versões diferentes quanto à identidade do seu companheiro. Portanto, não pode deixar de ser gay.

Francisco Louçã: é gay. O seu partido tem um grupo de trabalho homossexual. Opõe-se ferozmente às políticas de Paulo Portas (ver texto respectivo), pelo que só pode ser gay. Tem aquele traço característico dos gays: uma filha, para encobrir a sua verdadeira preferência homossexual.

Jerónimo de Sousa: é gay. O trabalho árduo na Lisnave, como torneiro mecânico, não pode deixar de ter despertado neste homem o desejo pelos colegas, laborando de tronco nu, transpirados pelo calor tórrido da metalúrgica. Além disso, é amigo de Odete Santos, o que justifica muita coisa. Finalmente, mesmo que a tivesse, Jerónimo de Sousa defenderia a nacionalização da sua vida privada.

Manuel Monteiro: é hermafrodita. Desde o célebre episódio do "voto-em-branco-apesar-de-ter-feito-a-cena-de-tapar-a-caneta", Manuel Monteiro andou muito desaparecido. Profitrolls sabe que esteve numa clínica a tentar resolver o seu problema congénito de hermafroditismo, sem sucesso. Por alguma razão na campanha do PND se houveo chavão "É pró menino e prá menina", referindo-se sempre ao fundador, presidente vitalício e candidato único.

Paulo Portas: é heterossexual. Profitrolls orgulha-se que alguém assuma o estandarte da "normalidade" nesta campanha. Depois de tanta aberração representada pelos demais candidatos, Portas é o bastião dos valores. A conclusão baseia-se no facto de em pequenos, Miguel Portas gostar de brincar com bonecas (atenção: é diferente de "brincar às bonecas"), enquanto Paulo Portas gostava de brincar com G.I.Joes (atenção: é diferente de "brincar aos G.I.Joes")...

No comments: