Vídeos com alguma facécia

Agora é possível desfrutar de alguns vídeos relacionados com os textos. Para isso basta carregar no título do post. O título é aquela coisa a Negrito, com umas letras maiores, e que antecede as profícuas palavras deste blog. Advertência: Caros leitores, estão completamente proibidos de ver os vídeos antes de lerem as barbaridades escritas, correndo o risco de serem atingidos por uma comichão deveras desagradável na zona da púbis, seguido de pé-chato nas mãos e escorbuto nos tornozelos.

Friday, January 28, 2005

EMELGAS (an urban story)

Estava eu muito descansado no Metro quando vejo, torneando um pilar de pedra no cimo de uma escada de acesso às plataformas, um grupo de 4 emelgas, devidamente fardados, como sempre, naquele "verde-qualquer-coisa-não-sei-bem-o-quê" irritante, incluindo o não menos famoso boné que faz "pendant".

Lado a lado, dirigiam-se na minha direcção, qual grupo de heróis de filme do faroeste prestes a iniciar a cena final do filme contra os mauzões, numa pequena cidade com saloon e barbearia, que mais nada fazia falta.

Pensei imediatamente, olhando à volta e não vendo o Clint Estwood, "Fui reconhecido, tou lixado!". Só depois me lembrei que não tenho carro nem ando a estacionar bicicletas nos parques da EMEL...

E foi ao cruzar-me com eles, muito radiantes e satisfeitos, que percebi o motivo do seu ar feliz e divertido: um deles contava aos restantes uma história da qual só apanhei parte de uma frase.

"... para eu ser condescendente ..."

THE END (of an urban story)

No comments: